A produção do setor português de calçado aumentou e as encomendas estabilizaram no terceiro trimestre de 2014, período que as empresas consideraram como “positivo” e acima das expetativas, segundo a APICCAPS. Os dados do último Boletim Trimestral de Conjuntura da Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS), editado em colaboração com o Centro de Estudos da Universidade Católica do Porto, indicam que “o terceiro trimestre de 2014 correu positivamente à indústria portuguesa de calçado, acima das expetativas formuladas no final do trimestre anterior”.

“A produção aumentou e as encomendas estabilizaram: as empresas fazem uma apreciação positiva do estado dos negócios e continuam a recrutar pessoal”, refere a associação. Segundo a APICCAPS, o “cerne das preocupações” do setor continua a ser o abastecimento em matérias-primas, a par das preocupações comerciais com a angariação de encomendas de clientes estrangeiros.

A associação nota ainda que, “no contexto favorável que a indústria tem vindo a atravessar, continua também a aumentar o número de empresas que se confrontam com dificuldades para encontrar pessoal qualificado”. Ainda assim, as empresas inquiridas apontam para um final do ano 2014 “menos favorável”, admitindo uma tendência de redução da produção e das encomendas, embora o estado dos negócios continue “satisfatório”.