O primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, afirmou hoje durante o dia de reflexão na Grécia que confia que “os 14% de indecisos” votarão no seu partido e darão a vitória à Nova Democracia.

Samaras visitou a tenda do partido na Praça Syntagma, frente ao Parlamento, onde era esperado por cerca de uma centena de militantes e por jornalistas.

“Somos fortes, os 14% de indecisos estão connosco”, afirmou Samaras em alusão às eleições legislativas de domingo na Grécia.

“As pessoas querem estabilidade”, acrescentou.

As sondagens apontam para uma desvantagem de 10 pontos da Nova Democracia (conservadora) em relação à formação de esquerda Syriza, liderada por Alexis Tsipras, mas responsáveis do partido de Samaras confiam que os indecisos alterem a situação.

Os líderes políticos gregos dedicaram o dia de hoje a reuniões informais com jornalistas ou a visitas a centros eleitorais dos seus partidos.

Tsipras esteve com os jornalistas estrangeiros acreditados em Atenas e com jornalistas gregos que seguiram a sua campanha.

Questionado sobre quem vai propor para candidato a Presidente da República, após as eleições, não avançou nomes.

Por sua vez, o líder socialista do PASOK e vice-primeiro-ministro, Evangelos Venizelos, esteve em Salónica, onde se apresenta como candidato e pediu aos gregos para refletirem sobre o seu voto.