Vanuatu foi devastado pelo ciclone Pam durante este fim de semana e o presidente, Baldwin Lonsdale, afirma que o país está em “necessidade imediata”. A nação é uma das mais pobres do mundo e já está a receber ajuda internacional.

Por enquanto, contam-se oito mortos resultados do desastre natural que caiu sobre uma das ilhas mais remotas, no Pacífico. Os ventos do ciclone atingiram os 300 km/h e levaram centenas de habitações atrás de si: “mais de 90% das casas desapareceram”, conta o presidente.

As preocupações voltam-se também para as doenças como malária ou dengue. O FMI diz estar preparado para enviar fundos monetários para prestar assistência ao país. Agora, o ciclone moveu-se para a Nova Zelândia e já provocou cheias, chuvas fortes e ventos fortes.