Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Segunda-feira faz anos e permite-se a comer uma pizza com os amigos. Terça-feira o dia foi demasiado longo e reforça os níveis de açúcar com uma sobremesa de chocolate. Quarta-feira portou-se bem – até bebeu água -, mas entretanto não teve tempo de fazer o jantar e decide passar pelo restaurante de fast-food mais próximo de casa. Quinta-feira decide dançar numa discoteca e acaba a noite com um pão com chouriço nas mãos. E sexta-feira é o “dia da asneira”, em que pode sem motivo nenhum comer um pastel de nata sem pesos na consciência. Mas o peso de todas as asneiras da semana pode começar-se a notar nas ancas.

No entanto, não entre em pânico: uma semana de exageros não tem repercussões preocupantes na vida saudável de uma pessoa ativa. Mas sim, segundo o El País, a balança é capaz de acusar um pouco mais de peso. E a culpa é da Lei da Conservação da Massa: “A energia não se cria, nem se destrói, mas transforma-se. E, neste caso, fá-lo sob a forma de gordura”, explica Ángel Gil, professor catedrático de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade de Granada e presidente da Fundação Iberoamericana de Nutrição.

Tendo em conta que, em média, um adulto deve consumir entre 2 mil e 3 mil calorias por dia, um aumento de mil calorias na dieta diária convertem-se numa massa entre 60 e 80 gramas. E o limite é muito fácil de ultrapassar: só um brownie tem 500 calorias! Por norma, a tendência das pessoas é de acrescentar 1500 calorias à sua dieta diária. Ao fim de uma semana, estamos a falar de mais 10.500 calorias, o que equivale a 1 ou 2 quilos a mais.

Por isso, deve manter-se o equilíbrio entre as calorias que se consomem e aquelas que se queimam na atividade diária. O conselho chega do Centro do Controlo e Prevenção de Doenças. A par de uma dieta equilibrada, convém manter atividade física durante duas horas e meia por semana.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

E uma semana de exageros obriga a duas semanas de exercício intensivo para conseguir regressar ao peso inicial.

Porque é que o corpo reage desta maneira? “O organismo armazena gordura rapidamente para poder servir-se dela em caso de necessidade”. Quando alguém entra em dieta, obrigada o corpo a processar a gordura armazenada, conforme explica Luis Serra Majem, presidente da Fundação para a Investigação Nutricional.

O início da dieta apresenta resultados mais evidentes porque o que se perde em primeiro lugar é a água. Mas o processo de diminuição de peso é mais complexo para pessoas obesas. A resposta está sempre no metabolismo basal, que tem por princípio a energia que alguém precisa em estado de repouso para que todos os seus sistemas funcionem normalmente. Este processo consome 70% da energia que armazenamos.