Dietas

Quanto engorda uma semana de exageros alimentares?

104

Em média, uma pessoa precisa de consumir entre 2000 e 3000 calorias por dia. A tendência das pessoas é de acrescentar 1500 (só um brownie vale 500!). Ao fim de uma semana, temos mais 1 a 2 quilos.

Deve manter-se atividade física de 2h30 distribuídas durante a semana

Getty Images

Segunda-feira faz anos e permite-se a comer uma pizza com os amigos. Terça-feira o dia foi demasiado longo e reforça os níveis de açúcar com uma sobremesa de chocolate. Quarta-feira portou-se bem – até bebeu água -, mas entretanto não teve tempo de fazer o jantar e decide passar pelo restaurante de fast-food mais próximo de casa. Quinta-feira decide dançar numa discoteca e acaba a noite com um pão com chouriço nas mãos. E sexta-feira é o “dia da asneira”, em que pode sem motivo nenhum comer um pastel de nata sem pesos na consciência. Mas o peso de todas as asneiras da semana pode começar-se a notar nas ancas.

No entanto, não entre em pânico: uma semana de exageros não tem repercussões preocupantes na vida saudável de uma pessoa ativa. Mas sim, segundo o El País, a balança é capaz de acusar um pouco mais de peso. E a culpa é da Lei da Conservação da Massa: “A energia não se cria, nem se destrói, mas transforma-se. E, neste caso, fá-lo sob a forma de gordura”, explica Ángel Gil, professor catedrático de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade de Granada e presidente da Fundação Iberoamericana de Nutrição.

Tendo em conta que, em média, um adulto deve consumir entre 2 mil e 3 mil calorias por dia, um aumento de mil calorias na dieta diária convertem-se numa massa entre 60 e 80 gramas. E o limite é muito fácil de ultrapassar: só um brownie tem 500 calorias! Por norma, a tendência das pessoas é de acrescentar 1500 calorias à sua dieta diária. Ao fim de uma semana, estamos a falar de mais 10.500 calorias, o que equivale a 1 ou 2 quilos a mais.

Por isso, deve manter-se o equilíbrio entre as calorias que se consomem e aquelas que se queimam na atividade diária. O conselho chega do Centro do Controlo e Prevenção de Doenças. A par de uma dieta equilibrada, convém manter atividade física durante duas horas e meia por semana.

E uma semana de exageros obriga a duas semanas de exercício intensivo para conseguir regressar ao peso inicial.

Porque é que o corpo reage desta maneira? “O organismo armazena gordura rapidamente para poder servir-se dela em caso de necessidade”. Quando alguém entra em dieta, obrigada o corpo a processar a gordura armazenada, conforme explica Luis Serra Majem, presidente da Fundação para a Investigação Nutricional.

O início da dieta apresenta resultados mais evidentes porque o que se perde em primeiro lugar é a água. Mas o processo de diminuição de peso é mais complexo para pessoas obesas. A resposta está sempre no metabolismo basal, que tem por princípio a energia que alguém precisa em estado de repouso para que todos os seus sistemas funcionem normalmente. Este processo consome 70% da energia que armazenamos.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
IAVE

Errare humanum est… exceto para o IAVE!

Luís Filipe Santos

É grave tal atitude e incompreensível este silêncio do IAVE. Efetivamente, o que sempre se escreveu nos anos anteriores neste contexto foi o que consta na Informação-Prova de História A para 2018.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)