Não há nenhum nome na lista de passageiros do voo que se despenhou nos Alpes franceses que aponte para alguém de nacionalidade portuguesa. “Os indícios são praticamente nulos”, disse ao Observador o Secretário de Estado das Comunidades.

José Cesário adiantou que as autoridades portuguesas não foram contactadas, o que aponta para que nenhum dos passageiros que constavam da lista da companhia aérea Germanwings tenha nacionalidade portuguesa. “Para já, não parece que exista algum português, nenhum nome aponta para isso”.

Juntando os dois dados, ou seja, não constar na lista fornecida pela companhia qualquer nome que aponte para um cidadão nacional e não ter chegado um contacto a Portugal sobre o acidente, o Secretário de Estado acredita que não seguia, efetivamente, algum português a bordo. No entanto, José Cesário não deixou de manter a cautela que é “normal nestas situações”, “”até que as famílias sejam todas contactadas nunca se sabe”, e isso pode demorar vários dias, salientou.

Um avião Airbus 320 despenhou-se esta terça-feira na região de Digne, no sul de França, na zona dos Alpes franceses. O avião seguia com 144 passageiros e seis tripulantes. A informação já foi confirmada por diversas fontes oficiais, inclusive, pelo Governo francês.

O avião pertencia à subsidiária low-cost da operadora Lufthansa, a Germanwings, e tinha partido de Barcelona com destino à cidade alemã de Düsseldorf.