454kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

#FreeTheNipple. Estão a circular mamilos no Twitter por solidariedade a uma adolescente islandesa

Este artigo tem mais de 5 anos

Jovem islandesa de 17 anos gera onda de apoio após ter sido humilhada na Internet por ter partilhado uma fotografia dos mamilos.

O movimento #FreeTheNipple gerou uma enorme onda de popularidade o ano passado, onde até celebridades, como a Miley Cyrus ou Scout Willis, mostraram apoio
i

O movimento #FreeTheNipple gerou uma enorme onda de popularidade o ano passado, onde até celebridades, como a Miley Cyrus ou Scout Willis, mostraram apoio

Getty Images

O movimento #FreeTheNipple gerou uma enorme onda de popularidade o ano passado, onde até celebridades, como a Miley Cyrus ou Scout Willis, mostraram apoio

Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Estudantes, mães, doentes de cancro e até políticos estão a expor fotografias dos seus mamilos nas redes sociais, em solidariedade a uma adolescente islandesa que, ao partilhar uma fotografia do seu mamilo no Twitter, foi humilhada.

Adda Þóreyjardóttir, estudante islandesa de 17 anos e presidente da sociedade Feminista da Escola Comercial da Islândia, expôs o mamilo após ter anunciado um dia “Free the Nipple (Liberta o mamilo) ” na sua escola dia 26 de março. Um amigo de Adda não concordou com a iniciativa e afirmou que, caso colocasse uma fotografia em topless nas redes sociais, também ia receber críticas. Mas quem acabou por receber as críticas foi mesmo Adda, que foi vítima de bullying na internet.

Brjóstabylting og #FreeTheNippleÞegar ég var yngri var ég vön því að vera ber að ofan þegar heitt var úti, nærbuxur...

Posted by Adda Þóreyjardóttir Smáradóttir on Wednesday, 25 March 2015

“Foi difícil e tive de apagar a fotografia durante uns breves minutos. Isso bastou para começar uma revolução”, escreveu Adda no Facebook. Foi quando a história começou a circular que uma onda de apoio caiu sobre a jovem islandesa.

https://twitter.com/rsigurdardottir/status/581092623261294592

https://twitter.com/valaibala/status/580857170197114880

https://twitter.com/RaggaNagli/status/581057179098181632

Até Björt Ólafs­dót­tir, membro do parlamento Islandês, decidiu juntar-se à causa.

A fotografia mamilar segue sempre acompanhada pelo hashtag #FreeTheNipple, invocando o movimento que “luta contra a opressão feminina” e defende a igualdade entre o homem e a mulher. A luta do Movimento passa pela exposição dos mamilos femininos, que é crime em 35 estados americanos, por exemplo.

“São só partes do corpo. Os rapazes têm peitos e mamilos e podem mostrá-los sem problemas. O mesmo devia aplicar-se às mulheres”disse Heiður Anna Helgadóttir, líder da Associação Feminina da Universidade da Islândia, que defendeu os ideais do Movimento, de acordo com o Independent.

O movimento #FreeTheNipple gerou uma enorme onda de popularidade o ano passado, onde até celebridades, como Miley Cyrus ou Scout Willis, mostraram os seus mamilos apoiando o movimento.

Loja Observador Lifestyle

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.