829kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

O 'novo' Jon Stewart é Trevor Noah. E o que é que ele tem?

Este artigo tem mais de 5 anos

Dois meses depois de Jon Stewart ter anunciado que vai abandonar o "The Daily Show" já se oficializou um substituto: chama-se Trevor Noah, é sul-africano, jovem, inteligente e astuto.

A Comedy Central gosta de sublinhar o sentido de humor perspicaz e a elegância de Trevor Noah
i

A Comedy Central gosta de sublinhar o sentido de humor perspicaz e a elegância de Trevor Noah

Getty Images

A Comedy Central gosta de sublinhar o sentido de humor perspicaz e a elegância de Trevor Noah

Getty Images

Apareceu três vezes no Comedy Central, um canal de televisão americano dedicado ao humor. Mas a estreia de Trevor Noah num espetáculo televisivo ao vivo aconteceu nos palcos do “The Daily Show With Jon Stewart” para conversar sobre a realidade de um homem sul-africano nos Estados Unidos da América. Pôs o público a rir quando admitiu nunca ter imaginado que iria sentir mais receio da polícia norte-americana do que das forças africanas. E agora vai sentar-se na cadeira que Jon Stewart vai deixar vazia.

Trevor Noah tem 31 anos e vai agora liderar um programa com dezasseis anos que já é reconhecido pelo seu tom satírico e imperativo. Dois meses depois de Stewart ter anunciado a sua retirada dos ecrãs do Daily Show, Noah admitiu a sua expectativa quanto ao novo desafio: “não acreditei durante as primeiras duas horas”, contou o humorista ao The New York Times, a partir do Dubai, onde está em tour.

Pretende-se uma lufada de ar fresco, um olhar marginal para o programa através de um apresentador jovem, mas aprovado pelo veterano Stewart. “Estou emocionado, tanto pelo programa como por Trevor”, diz o apresentador de Daily Show, e acrescenta que adorou trabalhar com o seu substituto pelo seu “tremendo sentido de humor e talento”.

Só que a falta de experiência de Trevor Noah é tema incontornável. Além disso, os críticos questionam-se por que motivo se insiste num apresentador do género masculino, em vez de primar pela diferença ao sentar uma mulher na cadeira de Stewart. “Falámos com mulheres, falámos com homens e consideramos que Trevor a melhor pessoa”, responde a presidente da Comedy Central, Michele Ganeless. E sublinha que o objetivo não é encontrar um novo Jon Stewart, mas antes alguém diferente e excitante.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No-one can replace Jon Stewart. But together with the amazing team at The Daily Show, we will continue to make this the...

Posted by Trevor Noah on Segunda-feira, 30 de Março de 2015

Trevor Noah nasceu em Soweto. A mãe era uma mulher negra da tribo Xhosa e o pai um homem branco, vindo da Suíça: um amor impossível durante o apartheid que impossibilitou que o certificado de nascimento discriminasse o nome do pai. Foi na casa dos vinte anos que Noah começou a liderar espetáculos e costumava dizer que “falar livremente sobre alguma coisa, enquanto pessoa de cor, era considerado traição”.

Domina seis línguas, conhece bem o mundo e conquistou a atenção dos Estados Unidos entre 2010 e 2012. Foi nesta altura que Jon Stewart deve ter encontrado carisma no seu percurso. A Comedy Canal admitiu que, entre a lista de características que o substituto de Stewart devia preencher, Noah não escapava a nenhum dos tópicos. “Ele traz um olhar único sobre o mundo e uma compreensão aprofundada sobre a natureza humana, o que torna a sua comédia tão perspicaz”, descreve Michele Ganeless.

As apostas dos fãs do programa, no entanto, dirigiam-se para outros nomes: Samantha Bee contribuiu para o programa há dois anos, mas está de saída para criar um programa de humor para a TBS. E Jessica Williams esteve igualmente entre os rumores para a substituição de Stewart, mas terminou com o mistério quando escreveu no Twitter que se considerava “extremamente pouco qualificada” para o trabalho. Mas a presidência do Comedy Canal não quer revelar os nomes que estiveram em cima da mesa.

As mudanças no rumo do programa não vão comprometer o recém-criado “The Nightly Show” e Ganeless esclarece que Jon Stewart continua na produção do programa. Quanto a Trevor Noah, o novo apresentador do talk show com mais sucesso nos Estados Unidos diz estar preparado para que as críticas caiam durante muito tempo: “vivemos num mundo onde algumas pessoas insistem em dizer que a Beyoncé não sabe cantar”, afirma. “Agora é a minha vez de comandar o navio”.

O que é que Trevor Noah tem?

O The Wrap listou cinco característicos que Trevor Noah detém e que o tornaram o melhor substituto de Jon Stewart aos olhos da Comedy Canal.

Alcance global. Na verdade, os dois milhões de seguidores no Twitter falam por si. Noah esgotou os seus espetáculos de stand-up comedy por todo o mundo, brilhou em telenovelas sul-africanas e até marcou o seu lugar na revista GQ.

Físico atraente. Porque é alto, charmoso e um tom de pele elegante. Algo que pode atrair novos públicos para o The Daily Show, principalmente porque associado à sua beleza, está um sentido de humor inteligente e uma bagagem cultural notável. Tão depressa se debruça sobre assuntos leves, como pode liderar debates de importância social.

Versatilidade. Há um espetro de comportamentos que Noah sabe manobrar com perspicácia. E a falta de expressão pode ser uma arma que ela saiba disparar. É que o novo apresentador do programa é tão astuto com os intelectos alheios, como burlesco com as personagens leves.

Capacidade de auto-avaliação. Não faz parte da sua personalidade entregar-se ao vedetismo e pode mesmo fazer piada dele mesmo.

Tem lata. Os seus assuntos favoritos podem mesmo ser o racismo e a cultura, mas Noah deixa-se aventurar por todos os temas onde os costumes americanos se fazem sentir. E sem receios de grandes represálias por parte das celebridades.

https://www.youtube.com/watch?v=-NuKhW3sJsA

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Para continuar a ler assine o Observador
Apoie o jornalismo independente desde 0,18€/ dia
Ver planos
Já é assinante?
Apoio a cliente

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Desde 0,18€/dia
Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Desde 0,18€/dia
Em tempos de incerteza e mudanças rápidas, é essencial estar bem informado. Não deixe que as notícias passem ao seu lado – assine agora e tenha acesso ilimitado às histórias que moldam o nosso País.
Ver ofertas