Um ativista sul-coreano afirmou hoje ter enviado para o outro lado da fronteira milhares de cópias do filme “The Interview”, que ridiculariza a figura de Kim Jong-un, através do lançamento de balões, desafiando ameaças de Pyongyang.

“Enviei milhares de cópias e cerca de um milhão de panfletos no sábado, perto da parte oeste da fronteira”, disse Lee Min-Bok, à agência AFP, indicando que o lançamento de balões para a Coreia do Norte que realizou no fim de semana foi o quarto desde janeiro.

O filme “The Interview”, sobre um plano da CIA para matar o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, esteve na origem, em novembro último, de um ataque informático contra o estúdio Sony Pictures, cuja autoria é atribuída a piratas da Coreia do Norte pelos Estados Unidos que, em resposta, lançou sanções adicionais contra Pyongyang.

As duas Coreias continuam tecnicamente em guerra, uma vez que o conflito de 1950-53 terminou com a assinatura de um armistício e não de um tratado de paz.