Os terminais da agência Bloomberg de todo o mundo estiveram esta sexta-feira temporariamente desligados durante cerca de 3 horas. Em vez de permitirem visualizar informação ao aceder ao servidor, o ecrã apresentava-se totalmente negro. A falha afetou milhares de investidores em todo o mundo, já que o terminal é um instrumento crucial para aceder a informação financeira em tempo real.

O corte durou cerca de três horas e coincidiu com o fecho da bolsa chinesa e a abertura das bolsas europeias, escreve o Financial Times.

De acordo com a fonte, uma chamada para o serviço de apoio da Bloomberg confirmou que o problema no terminal era global.

Ainda não se sabe a origem da falha e segundo um porta-voz da Bloomberg, não se exclui a possibilidade de a agência ter sido vítima de hacking.