A delegação do Partido Comunista da Rússia em Lipetsk estava preparada para no dia 9 de maio festejar o Dia da Vitória, que assinala a vitória dos Aliados sobre os nazis, com uma nova aquisição: um busto do líder soviético Estaline.

A festa foi estragada quando uma mulher decidiu profanar o monumento na noite de 7 para 8 de maio. Para tal, escolheu atirar tinta cor-de-rosa para cima da estátua do ditador que governou a União Soviética até 1952.

O momento foi capturado pelas câmeras de segurança da sede dos comunistas de Lipetsk, que fica a 440 quilómetros a sudeste de Moscovo. Agora, é procurada pela polícia.