Um acampamento com histórias para crianças, um auditório show cooking e um ciclo de conferências sobre a indústria livreira. Estas são algumas das novidades da 85ª edição da Feira do Livro, que regressa a Lisboa entre os dias 28 de maio e 14 de junho.

Para a edição deste ano, a maior em termos de número de participantes (123) e de pavilhões (271), a organização preparou uma série de iniciativas que prometem “surpreender todos os que visitem” a Feira. Um dos objetivos é também conseguir ultrapassar os 500 mil visitantes registados no ano passado.

Uma das novidades deste ano é o auditório show cooking, localizado à entrada da Feira, no Parque Eduardo VII. Equipado com um palco e uma cozinha, o espaço será utilizado para apresentações de livros de gastronomia e de culinária. O objetivo é ir “ao encontro de um tema que suscita cada vez mais interesse por parte do público”, refere um comunicado divulgado pela organização esta quarta-feira.

Outra das iniciativas previstas para este ano é a realização das “Noites Happy Readers: Acampar com Histórias”, dedicadas aos mais pequenos. Em parceria com as Bibliotecas Municipais de Lisboa, a Feira do Livro organizou uma visita guiada para os mais novos, com atividades e um acampamento durante a noite na Estufa Fria. Com muitos livros e histórias à mistura.

Para a 85ª edição da feira, está ainda previsto um ciclo de três conferências, que trará a Lisboa oradores internacionais ligados à indústria livreira. Entre eles encontram-se Pierre Dutilleul, presidente da Federation of European Publishers, e Kyra Dreher, co-presidente da European and International Booksellers Federation. Outras novidades incluem ainda o encontro literário “Nós e os Livros” e um ciclo de debates organizados pela Fundação Francisco Manuel dos Santos.

A inauguração da Feira do Livro de Lisboa irá acontecer no dia 28 de maio, às 16 horas, e contará com a presença do Secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, e do Presidente da Câmara, Fernando Medina.