A história do pai que foi agredido por um polícia à frente do filho durante as celebrações do Benfica chegou à comunicação social internacional. Além das notícias escritas pelos jornais espanhóis e franceses, o Reino Unido foi o país onde a agressão de domingo mereceu mais destaque.

No The Guardian, a agressão ocorrida em Guimarães após a vitória do clube português tornou-se o artigo mais popular do jornal, com o título “Revolta em Portugal sobre polícia que bate num homem à frente dos filhos”. Além do vídeo que mostra o momento da agressão e o pânico do menino, o jornal britânico também acrescenta as declarações de José Magalhães, o pai, e da advogada, e sublinha que o episódio está a ser investigado.

O Daily Mail escreve que “momento chocante aterrorizou criança quando um polícia de intervenção bate no seu pai com um bastão e agarra no avô num jogo de futebol em Portugal”. As primeiras palavras do jornal dão ênfase aos gritos do menino que chamava pelo pai à saída do estádio.

“Este é o momento em que um pai é agredido por um polícia português em frente aos dois filhos menores enquanto regressavam de um jogo de futebol em que a sua equipa venceu e Liga dos Campeões portuguesa em Guimarães”. Esta é a entrada do texto do Independent referente à história que tem percorrido a comunicação social de Portugal.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A BBC destaca a investigação de o Ministério do Interior de Portugal abriu sobre o caso do adepto de futebol que foi agredido pelo polícia à frente das crianças e informa sobre a idade delas: nove e 13 anos. A Sky News também levou a agressão para o site.

O Telegraph também publicou o sucedido: “José Magalhães levou os seus dois filhos e o pai para assistir a um grande jogo de futebol português, julgando que seria um prazer para todos”, começa por narrar o jornal britânico. “Em vez disso, ele e a família estão no centro de um escândalo nacional sobre uma alegada brutalidade policial”, acrescenta de seguida.

Na Alemanha, o Frankfurter Allgemeine coloca na secção “Sociedade” uma notícia encabeçada pelo título “Polícia espancou adepto de futebol à frente dos filhos”. O vídeo está incluído no artigo, mas com um aviso: “este vídeo contém cenas violentas”.