O presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou que todas as mortes de militares russos serão classificadas como segredos de estado, tanto em época de guerra como de paz, escreve o Guardian. Até agora, apenas eram confidenciais as informações em caso de guerra. O comunicado está a preocupar alguns ativistas que acreditam que a medida possa desencorajar ainda mais os relatos sobre a morte de soldados russos na Ucrânia.

Putin alterou um decreto de lei existente para que a lista de segredos de estado passasse agora a englobar informação sobre as vítimas das operações especiais, em casos em que não foi declarada guerra. Antes desta nova medida ter sido anunciada, os segredos de estado incluiam apenas a revelacao de informação sobre militares mortos durante “época de guerra”. Revelar segredos de estado na Rússia pode ser punivel até 7 anos na prisão.

Dmitry Peskov, porta-voz de Vladimir Putin, disse aos jornalistas que as alterações à lei não estavam ligadas ao conflito na Ucrânia.