Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

As autoridades da Malásia confirmaram, através do número de série, que os destroços encontrados numa zona costeira do Oceano Índico pertencem ao Boeing 777 da Malaysia Airlines. A informação é da Agence France Presse (AFP).

Não há registo de qualquer avião Boeing 777 que tenha perdido esta peça, pelo que as autoridades estão a deduzir que se trata do voo MH370.

“A partir do número de série da peça, está confirmado de que trata de um Boeing 777. Esta informação foi-me transmitida pela Malaysia Airlines”, afirmou o ministro-adjunto dos Transportes, Abdul Aziz Kaprawi à AFP.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A peça foi enviada para França para ser analisada por peritos. Uma confirmação definitiva e oficial poderá estar para breve, assim que a Malaysia Airlines anunciar publicamente, após consulta com a Boeing, que a peça era deste avião específico.

O MH370 desapareceu sem deixar rasto há quase ano e meio, com 239 pessoas a bordo.