Ministro para a Europa, Ministro para o Mar e Ministro para a Modernização Administrativa? O líder do PS e candidato a primeiro-ministro, António Costa, afirma numa entrevista publicada esta sexta-feira pelo semanário Sol que no seu Governo haverá ministros sem Ministério, e aponta estas três áreas como hipóteses.

Para o líder do PS, há áreas importantes que precisam mais que um secretário de Estado. A construção da Europa, o Mar e a Modernização Administrativa são três exemplos dados pelo candidato a primeiro-ministro como áreas que não precisam de ter um Ministério, mas que precisam de um governante com mais poder e destaque.

António Costa admite que tem uma estrutura de Governo pensada e nessa ideia de Governo entram ministros com missões específicas em áreas que considera que merecem mais atenção. No caso da Europa, destaca a importância da fase de reconstrução da Europa. No caso da modernização administrativa, defende a importância de ter um ministro com responsabilidades transversais que se possa ocupar de um novo processo de desburocratização do Estado.

O líder socialista defende ainda que o Mar é um assunto estrutural e que como tem uma estratégia nacional para a política do mar é preciso ter alguém com um nível superior a um secretário de Estado, “por muito bom que seja”, deixando ainda elogios ao atual secretário de Estado com essa pasta.