Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Ao longo de uma semana, o Observador publicou os concertos de música e os espetáculos para os quais vale a pena comprar bilhete, o cinema e as séries de televisão que não deve deixar fugir, os discos que vão sair em breve e os livros de leitura imperdível. Este é o apanhado das séries.

Todos os anos o dilema repete-se. A oferta de séries é cada vez maior e o tempo para escolher e ver tudo é escasso. Por isso, seleccionámos 10 séries que vai valer a pena acompanhar no regresso em força das produções televisivas. Quer prefira dramas, ação ou ficção científica, aqui vai encontrar um programa para seguir de perto nos próximos meses.

Estreias

The Man in the High Castle – Gosta de Philip K. Dick? É só para avisar que temos aqui duas séries inspiradas num dos mais prolíferos escritores de ficção científica do século XX. Comecemos pela que é baseada no livro O Homem do Castelo Alto, uma distopia onde quem ganhou a Segunda Guerra Mundial não foram os Aliados, mas sim Hitler e o Japão. A série foi produzida pela Amazon, por isso já passou o crivo inicial do público com o episódio piloto a ser avaliado e comentado pelos clientes deste serviço online, o que deu luz verde à produção da primeira temporada. Só para aguçar o apetite, o criador desta série é Frank Spotnitz, que tem no currículo os “Ficheiros Secretos”. Estreia a 20 de novembro no serviço da Amazon

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Blindspot – Um saco abandonado no meio de Times Square é motivo para alarme. Mas e se o saco se começar a mexer? E se de dentro do saco sair uma mulher toda tatuada? E se ela não se lembrar de nada do seu passado? É uma espécie de “Identidade Desconhecida” fundida com “Prison Break” — e mais ainda não sabemos. O que sabemos é que parece ser uma das séries mais prometedoras das grandes cadeias de televisão norte-americanas e garantir algumas horas de ação e mistério. Estreia a 21 de setembro na NBC

https://www.youtube.com/watch?v=9FHLBldRdIo

The Family – Passados 10 anos do seu desaparecimento, o filho mais novo de uma proeminente política local regressa a casa. Mas a família mudou entretanto. A mãe que estava a tentar ser eleita para um lugar como vereadora, é agora presidente da câmara e com vontade ser governadora. Mas a ascensão ao poder estará ligada ao desaparecimento misterioso do filho? A atriz Joan Allen, nomeada para três Óscares, é uma das principais figuras desta nova série. Ainda sem data de estreia prevista, da ABC

Minority Report – Avisámos que havia duas séries baseadas em Philip K. Dick. Bem, uma e meia. “Minority Report” (ou Relatório Minoritário) passa-se 10 anos depois da história contada no filme de Steven Spielberg – essa sim, inspirada no conto de Philip K. Dick – e nesta sociedade o pré-crime foi abolido. Mas nem por isso os precogs (ou pessoas com capacidade de antever o futuro) deixam de ter visões com crimes que estão prestes a acontecer. A série acompanha um dos precogs que se junta a uma polícia para travar homicídios e, ao mesmo tempo, procura os seus gémeos desaparecidos. Estreia em outubro em Portugal na Fox.

https://youtu.be/_fLl-DMzxrk

Scream Queens – Se “Glee” e “American Horror Story” tivessem um filho, seria “Scream Queens”. Pode parecer uma grande confusão, mas temos fé que Ryan Murphy dê a volta ao texto e faça desta série um dos mais inesperados sucessos de 2015/2016. Não será por falta de estrelas, já que alinham nesta produção Emma Roberts, Lea Michele, Abigail Breslin e ainda Jamie Lee Curtis. O argumento parece retirado de uma comédia juvenil, com as dificuldades de um grupo de raparigas em integrarem-se numa exigente república feminina, durante o primeiro ano de faculdade. O problema é quando há um crime e uma delas aparece morta, exatamente no 20.º aniversário de outro homicídio. Estreia 22 de setembro na FOX, nos EUA 

https://youtu.be/-FtenR69qmk

Regressos

The Walking Dead – Mais uma temporada, mais uma encruzilhada. Já sabemos que, neste mundo apocalíptico, o pior não são os zombies, mas sim os vivos com quem o grupo de Rick se vai encontrando. E os da sexta temporada parecem não ser nada simpáticos. Há ainda o regresso de personagens do passado – algo inédito numa série onde o tempo de vida das personagens deve ser em média de três episódios -, o que vai fazer com que Rick se confronte com o homem que era e aquilo em que se tornou. A sexta temporada estreia em Portugal a 12 de outubro na Fox.

Transparent – Foi a série de 2014, com um tema que está a marcar 2015. A transexualidade e a transição de sexo numa idade avançada passou da ficção de qualidade da HBO para o estrelato mundial com Caytlin Jenner. Longe do glamour e das capas de revista, Jeffrey Tambor (que dá vida a Maura) vai continuar a chocar e gerir uma das famílias mais disfuncionais da televisão, ao mesmo tempo que se vai encontrando a si próprio como mulher. Estreia a 4 de dezembro no serviço da Amazon – ainda sem trailer.

Heroes Reborn – Este é um regresso com alguns anos de atraso. Lembra-se de “Heroes”, aquela série em que os personagens tinham poderes sobrenaturais e combatiam o mal em conjunto? À semelhança do que se passou na primeira temporada de “Heroes”, nesta nova série os personagens vão descobrir os seus poderes e um ataque terrorista vai obrigá-los a passarem completamente despercebidos. Mas não desespere, alguns dos antigos personagens, como Hiro Nakamura, vão cruzar-se com os novos personagens. Estreia no dia 24 de setembro na NBC nos EUA.

http://youtu.be/4FLHB2zB_cA

Empire – Os primeiros 12 episódios varreram a televisão, a internet e o mundo da música. No regresso deste retrato de uma família poderosa do hip hop, para além de novos sucessos musicais – um dos produtores desta série é Timbaland -, há muitas participações especiais como Alicia Keys, Lenny Kravitz e talvez Oprah Winfrey. A segunda temporada estreia em Portugal no dia 1 de outubro na FOX.

Fargo – Sim, foi só um filme, mas os irmãos Cohen voltam à carga em 2015. Depois de 18 nomeações para os Emmy com a primeira temporada, “Fargo” regressa com um novo elenco, num novo período (1979) e com uma história diferente – a fazer lembrar “True Detective”. Kirsten Dunst e Ted Danson fazem parte desta nova temporada. Estreia a 12 de outubro no canal FX nos EUA.