Os números e as estatísticas nem sempre são fáceis, mas são um assunto sério e servem para aprender. Porque os números somos nós que os fazemos, têm vida e porque os números refletem as pessoas. Foram estas as premissas de base que levaram a Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) a criar a Pordata Kids, uma plataforma dedicada aos mais pequenos que vai ser lançada na próxima semana.

A Pordata Kids vai ser uma ferramenta pedagógica para professores, pais e educadores, mas também, dizemos nós, para o público em geral. Porque é simples, muito atrativa e fácil de utilizar, como pudemos constatar numa conversa com Maria João Valente Rosa, coordenadora da Pordata, que nos mostrou e explicou como vai funcionar o novo site.

O propósito da plataforma é estimular a curiosidade natural das crianças, sempre à procura de qualquer coisa, de todos os porquês. A comunicação foi adaptada ao público alvo (8-12 anos) num processo complexo que envolveu vários parceiros (Reditus, Zero a Oito, Jump), designers, professores, formadores, passou pela rede de bibliotecas escolares e claro, pelas crianças. E o que é que elas acharam da Pordata Kids? “Gostaram muito”, contou-nos. Foi fácil perceber porquê.

Como funciona

A porta de entrada na Pordata Kids é a “cidade Pordata”, em que cada edifício ou objeto corresponde a uma de dez categorias: Ambiente, Ciência e Tecnologia, Cultura e Desporto, Educação, Emprego, Famílias, Justiça, População, Saúde e Turismo.

pordatakids_homepage

Existe ainda uma área chamada “Sabias que?”, que todos os dias será atualizada. São perguntas construídas de forma simples e que remetem, claro, para os números e para a estatística.

Registamos um grande cuidado no grafismo (nos desenhos, quadros e tipo de letra) e na estrutura linguística, adaptada à linguagem dos mais jovens — a título de exemplo, vamos encontrar por lá a expressão “hã?”. As imagens são apelativas e neutras, “para evitar a reprodução de estereótipos” e juízos de valor, como nos explicou Maria João Valente Rosa. A linguagem não foi infantilizada, é compreensível para as crianças e capaz de estimular a interação com os adultos. Como? Disponibilizando a informação através de perguntas e não através de títulos.

pordatakids_cinema

Os adultos, de todas as idades, vão com certeza gostar. É tão fácil e divertido que, arriscamos dizer, será uma porta de entrada no mundo da internet para os mais velhos e para aqueles que têm menos apetência para lidar com as novas tecnologias. E ao contrário do que acontece atualmente com o site Pordata, a nova plataforma foi pensada de raiz para os dispositivos móveis — smartphones e tablets.

O público alvo da Pordata Kids são as crianças entre os 8 e os 12 anos. E porquê? Porque a Pordata já é trabalhada nas escolas a partir dos 15 anos e porque é preciso respeitar dois pressupostos: as crianças têm de saber ler e de conhecer os números.

Os princípios

A FFMS entende que é de pequenino que se começa a aprender o que é importante. “As estatísticas não são um assunto para crescidos, são um assunto para todos e têm de ser partilhados por todos”, defende a coordenadora da Pordata. E acrescenta: “não existe o mundo dos adultos e o mundo das crianças. Todos vivemos da mesma sociedade e isto não pode ser um assunto exclusivo dos adultos.”

A Pordata Kids tem o ADN da Pordata “mãe” e assenta nos mesmos princípios: o rigor na apresentação da informação, a confiança dos dados (que provêm de dezenas de fontes oficiais, com destaque para o Instituto Nacional de Estatística), a abrangência de áreas que estão, de alguma forma, interligadas, e a acessibilidade, na medida em que a informação está organizada de modo a ser possível chegar a ela de uma forma simples e próxima das pessoas.

Não existe o mundo dos miúdos e o mundo dos graúdos, mas é preciso que os números sejam contados de uma forma diferente. E isso é fundamental na formação dos mais jovens, porque “só somos verdadeiramente livres se pensarmos pelas nossas cabeças, mas para isso, temos de estar informados”, informação essa que pode ser aprofundada facilmente através de uma ligação sempre presente chamada “Mais Info”, um botão acessível em todos os quadros.

Um número curioso e simbólico: tal como a Pordata “mãe”, a Pordata Kids demorou nove meses a ser criada, desde o momento em que começou a ser trabalhada até à apresentação pública. A Pordata Kids é “filha” da Pordata e uma das iniciativas programadas para assinalar o quinto aniversário da Pordata, já divulgadas nesta entrevista do Observador a Maria João Valente Rosa, no passado mês de fevereiro. O lançamento da Pordata Kids vai decorrer na próxima terça-feira, dia 22, no evento “Os números por outras palavras”, no Teatro D. Maria II em Lisboa.

A Pordata Kids estará disponível gratuitamente, a partir de dia 22, no endereço pordatakids.pt. Seja qual for a sua idade, perca-se por lá, deixe-se levar pelos números e divirta-se. Estamos sempre a aprender.