Tem dúvidas sobre como vai ser o negócio dos direitos televisivos cedidos pelo Benfica à operadora NOS? Na noite de domingo, foi o comentador Marques Mendes quem deu as novidades que nem o Benfica, nem a empresa, quiseram ainda dar: o valor do negócio, ano a ano, onde se poderá ver os jogos do Benfica – e até o que acontece à Benfica TV, que até aqui dava os jogos do clube em exclusivo.

Neste negócio, que vale 400 milhões em 10 anos, o Benfica vai encaixar 36 milhões no primeiro ano — 28 milhões de euros relativos aos jogos e 8 milhões pela comercialização da Benfica TV — um valor que vai sendo ajustado de forma progressiva ao longo de contratos de três anos (renováveis três vezes), num acordo para 10 anos.

O comentador esclareceu ainda que os jogos vão passar a ser transmitidos pela Sport TV (detida a 50% pela NOS) e que o canal vai continuar a ser transmitido em todas as operadoras, cumprindo com o contrato geral da estação – a impossibilidade de fechar o sinal a um operador.

E a BTV? Volta a ser Benfica TV e gratuita, o que Marques Mendes considera ser um bom negócio para os subscritores, que deste modo poupam uma assinatura.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O analista considera este contrato entre o Benfica e a NOS “um negócio das arábias à dimensão portuguesa”, sublinhou a importância da concorrência entre operadores e não teve dúvidas em considerar este acordo um grande negócio para o Benfica. E a concretização do projeto de Luís Filipe Vieira, que com esta decisão “ficará na história como o melhor presidente da história contemporânea do Benfica”, afirmou Luís Marques Mendes.

Não deixe de ler o Explicador que preparámos sobre o tema neste link.