O primeiro-ministro britânico, David Cameron, considerou este sábado o acordo sobre combate às alterações climáticas alcançado na cimeira de Paris um “enorme passo para assegurar o futuro do planeta”.

O acordo universal “significa que todo o mundo o assinou para assumir a sua parte na luta contra as alterações climáticas”, afirmou o chefe do governo de Londres. Hoje é “um momento para recordar”, acrescentou Cameron, que salientou a ambição e a unidade demonstradas pelo mundo na reunião de Paris.

A Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP21) aprovou hoje um acordo global vinculativo em que 195 países, tanto desenvolvidos como em desenvolvimento, se comprometem a caminhar para uma economia de baixo carbono e tomarem medidas para limitarem o aquecimento global da atmosfera até 2100 a 1,5 graus celsius, em relação aos valores médios da era pré-industrial.