A música faz parte do último álbum de David Bowie, Blackstar, lançado na sexta-feira. Ouvida hoje, “Lazarus” parece uma despedida. O músico morreu este domingo, 18 meses depois de lhe ser diagnosticado um cancro. Segundo a família, “David Bowie morreu pacificamente rodeado da família”.

No vídeo de “Lazarus”, o músico está deitado numa cama com os olhos vendados. No final Bowie entra num armário, como se fosse um caixão.

A letra de “Lazarus” é tão perturbadora quanto as imagens. Leia a tradução ou veja a versão original aqui:

Olha cá para cima, estou no céu
Tenho cicatrizes que não podem ser vistas
Tenho tragédia que não me pode ser tirada
Já todos sabem quem eu sou

Olha, olha cá para cima, estou em apuros
Não tenho nada a perder
A minha cabeça — a minha cabeça, um turbilhão vertiginoso
Deixei o telefone cair lá para baixo
Eu igual a mim mesmo

Quando cheguei a Nova Iorque
Vivia como um rei
Mas tudo gastei
Estava à tua procura

Desta maneira ou de maneira nenhuma
Sabes que serei livre
Como aquele pássaro azul
Sim, eu igual a mim mesmo

Ah, serei livre
Como aquele pássaro azul
Ah, serei livre
Igual a mim mesmo

(Tradução de Francisco Ferreira e Susana Valdez)