O tabu mantém-se mas poderá ser quebrado esta quinta-feira. Nuno Melo marcou para amanhã ao meio-dia uma declaração na sede do CDS, e será aí que deverá dizer se avança para uma candidatura à sucessão de Paulo Portas. Para esta tarde estava prevista uma conversa entre Melo e Assunção Cristas para acertarem o passo, e esta noite o eurodeputado dá uma entrevista à RTP3 onde deverá falar sobre a sua visão do futuro do CDS.

A declaração à imprensa será feita amanhã, às 12h, na sede do CDS no largo do Caldas. A vaga de apoio ao eurodeputado tem sido crescente no seio dos centristas, mas Nuno Melo terá estado até à última a ponderar sobre o seu futuro em Bruxelas e o seu futuro no partido, pesando nomeadamente as questões familiares.

Certo é que o anúncio sobre o avanço ou não de Nuno Melo – e os timings da decisão – terá sido concertado com Assunção Cristas, que também equaciona avançar com uma candidatura, mantendo viva a possibilidade de haver dois candidatos oriundos do núcleo de Portas. Para esta tarde, como o Observador noticiou, estava prevista uma conversa mais definitiva entre os dois.

O congresso do CDS que elegerá o novo líder está marcado para os próximos dias 12 e 13 de março, pondo fim aos 16 anos de liderança de Paulo Portas e abrindo um novo ciclo para o partido democrata-cristão.