O último andar do histórico Hotel Ritz de Paris está em chamas. O incidente ocorre meses antes da reabertura ao público depois de algumas obras de remodelação.

Alertados pelas 06 da manhã, e segundo conta o Telegraph, alguns bombeiros revelaram que o último andar do hotel, situado na Place Vendôme, está completamente destruído, não se sabendo ainda se a reabertura marcada para março será ou não adiada. Pelas 10h30 as chamas foram circunscritas mas não completamente controladas, revela o jornal Le Parisien.

Uma das principais razões para o incêndio ainda não estar completamente controlado terá sido o facto de as chamas terem alcançado a zona do sótão de difícil acesso às equipas de bombeiros. O mesmo jornal informa também que quando o fogo deflagrou alguns elementos da segurança do edifício tentaram imediatamente combatê-lo com extintores, mais tarde alguns trabalhadores terão sugeridos que a origem do sucedido terá sido o sistema de ar condicionado.

Um porta-voz da brigada de bombeiros da capital francesa, Yvon Bot, explicou que “o fogo começou no sétimo andar. Não estava ninguém presente e não há vítimas”. Isto antes de informar que a área afetada é “grande”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Bot esclareceu ainda que “a nossa preocupação é evitar que o fogo se espalhe para o andar inteiro e para o telhado”, afirmou citado pelo Telegraph.

Neste momento estarão cerca de 60 bombeiros e 15 viaturas no local.

French police officers stand guard next to fire trucks parked near the Ritz Hotel in Paris after a fire broke out at the landmark hotel on January 19, 2016. A major fire broke out at the landmark Paris Ritz hotel, which is closed for renovations, the fire service said. The blaze is on the "top floor of the building and the roof", a fire service spokesman said. AFP PHOTO / LIONEL BONAVENTURE / AFP / LIONEL BONAVENTURE (Photo credit should read LIONEL BONAVENTURE/AFP/Getty Images)

(LIONEL BONAVENTURE/AFP/Getty Images)

O hotel é propriedade do célebre milionário egípcio Mohammed Al-Fayed e estava fechado desde 2012 para profundas obras de remodelação. Foi dele que saiu, em Agosto de 1997, a princesa Diana, na companhia do filho de Al-Fayed, para a sua louca corrida pela ruas de Paris que acabaria de forma trágica com o fatal acidente que lhe tiraria a vida.

5 fotos