O português Nelo Vingada é o novo treinador do Marítimo. A informação foi dada pelo presidente dos madeirenses, Carlos Pereira, que avançou que o Vingada foi o escolhido para suceder a Ivo Vieira, que abandonou o comando técnico do clube esta segunda-feira.

O técnico, de 62 anos, estava num interregno desde 2012, altura em que saiu do Dalian Shide, um clube chinês que se extinguiu em novembro desse ano.

Este é um regresso à ilha, visto que Nelo Vingada já orientou os madeirenses entre 1999 e 2002. Na sua longa carreira, iniciada há mais de três décadas, o técnico já orientou clubes como os coreanos do FC Seoul, os egípcios do Al-Ahly e a Académica de Coimbra.

Nelo Vingada tem ainda um longo histórico de passagens por seleções nacionais — já orientou a seleção da Jordânia e já foi adjunto da Seleção Portuguesa, tendo ainda trabalhado várias temporadas nas seleções jovens de Portugal. Foi ainda adjunto de Carlos Queiroz nas seleções nacionais sub-20 que se sagraram campeãs do mundo, em 1989 e 1991, e adjunto do escocês Graeme Souness, no Benfica.

O último clube português que orientou foi o Vitória de Guimarães, na época 2009/2010, ano em que sucedeu a Manuel Cajuda. Contudo, os maus resultados levariam a que fosse demitido após oito partidas no comando dos vimaranenses (dos quais venceu apenas dois jogos). Foi substituído pelo português Paulo Sérgio, que viria posteriormente a treinar o Sporting.

O Marítimo está na 10ª posição do campeonato, a 8 pontos do 5º classificado, o Paços de Ferreira, e com 8 pontos de vantagem face à zona de despromoção. O ano passado, o Marítimo terminou a época em 9º lugar, tendo também chegado à final da Taça da Liga, que viria a perder para o Benfica.