O Japão aceitou 27 refugiados em 2015, ou 0,4% dos pedidos de asilo no país asiático que no ano passado atingiram o recorde de 7.586, segundo dados publicados este sábado pelo Ministério da Justiça nipónico.

Os pedidos chegaram de 69 países, com o Nepal a liderar a tabela com um total de 1.768, seguido da Indonésia (969), Turquia (926) e Birmânia (808).

Apenas cinco cidadãos sírios reclamaram o estatuto de refugiado, pedido atribuído a três dos requerentes daquele país, juntamente com nacionais do Afeganistão, Etiópia e Sri Lanka, segundo o ministério nipónico.

Em 2014, um total de cinco mil pessoas pediu asilo na terceira economia do mundo e o governo japonês reconheceu 16 pessoas como refugiados.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Ministério da Justiça japonês assinalou que o aumento no ano passado de pedidos de asilo se deveu ao crescente número de pessoas que utilizam o estatuto de refugiado para encontrar trabalho, segundo a agência Kyodo.

Os Estados Unidos admitiram 70 mil refugiados em 2015, enquanto a Alemanha acolheu em 2014 um total de 40 mil e a Suécia 30 mil.