Comer chocolate pode fazer mal aos dentes – pelo menos é o que nos ensinam desde crianças. Mas, sabe-se agora, pode fazer-nos mais inteligentes. Isto de acordo com um novo estudo onde se concluiu que o consumo de chocolate estará relacionado com uma melhor função cognitiva cerebral. De acordo com a investigação, publicada no jornal Appetite, o consumo de chocolate tem estes benefícios “independentemente de outros hábitos alimentares”.

Para chegar a estas conclusões, os investigadores debruçaram-se sobre dados recolhidos durante uma investigação anterior em que os habitantes na cidade de Syracuse, no estado de Nova Iorque, foram avaliados em relação aos fatores de risco alimentares para as doenças cardiovasculares ao mesmo tempo que eram sujeitos a uma série de testes para medir as funções cognitivas.

Assim, verificou-se que comer chocolate estava positivamente associado a funções como a memória visual e espacial, memória de trabalho ou o raciocínio abstrato.

Já não é a primeira vez que o chocolate é tema de estudos relacionados com a saúde. Em outras investigações, com maiores amostras e mais sólidas, associaram o consumo do doce a benefícios para o coração e a circulação, com redução ao risco de doenças cardiovasculares.