Entre chefe da Casa Civil, chefe da Casa Militar, assessores setoriais e diplomáticos e conselheiros de Estado, a equipa de confiança de Marcelo Rebelo de Sousa, que esta quarta-feira tomou posse como Presidente da República, é vasta e ainda está longe de estar completa. Afinal, quem são as personalidades que vão agora mudar-se para Belém.

Assesores_casaCivil

Foi a primeira escolha anunciada por Marcelo Rebelo de Sousa, a 4 de fevereiro, menos de duas semanas depois de ser eleito Presidente da República. Foi chefe de gabinete de Marcelo quando este era secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros e, depois, ministro dos Assuntos Parlamentares, sendo por isso um dos seus braços direitos.

Tem 60 anos e é licenciado em Direito pela Universidade de Lisboa, estando atualmente a exercer funções como diretor-geral da Cooperação e Desenvolvimento da Comissão Europeia. Antes tinha trabalhado como chefe de gabinete adjunto do comissário europeu Olli Rehn e, de 2009 a 2012 com o ex-presidente da Comissão Europeia Durão Barroso.

Assesores_casaMilitar

Aos 57 anos, o tenente-general João Luís Ramirez de Carvalho Cordeiro, foi comandante da Academia da Força Aérea e é, desde julho de 2013, o representante militar de Portugal da Missão Militar junto da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) e da União Europeia, em Bruxelas. Com forte experiência internacional, era apontado como o próximo chefe do Estado-Maior da Força Aérea.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

João Carvalho Cordeiro entrou para a Academia Militar em novembro de 1977 e concluiu o “brevet” de piloto aviador na Base Aérea de Reese, nos Estados Unidos da América, em junho de 1983. Esteve depois na base área do Montijo.

Assesores_militar

Foi um dos últimos nomes conhecidos. No dia internacional da mulher, a Força Aérea portuguesa divulgou que a tenente-coronel Diná Azevedo iria ser a primeira assessora militar da Presidência da República. Formada em Ciências Militares e Aeronáuticas, com a especialidade de piloto aviador, tem 44 anos.

Assesores_politico

Não é uma estreia. Já era consultor político de Cavaco Silva e vai manter-se em Belém com a mudança de inquilino. Constitucionalista, licenciado em Direito e doutorado em História Contemporânea, é também docente na Universidade Nova e autor de livros e artigos na área da Ciência Política, Direito Constitucional e História Contemporânea.

Aos 50 anos, é ainda administrador executivo na Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Assesores_diplomatico

Embaixador de Portugal em Maputo, José Augusto Duarte vai ser aos 53 anos o assessor diplomático de Marcelo Rebelo de Sousa. Além de Moçambique, era até agora também embaixador não residente nas Seychelles, Suazilândia, na Tanzânia e nas Maurícias, sendo um dos mais experientes embaixadores portugueses. Este ano foi-lhe mesmo atribuído o prémio de embaixador económico de 2015.

Em 26 anos de carreira diplomática, esteve nas embaixadas de Portugal nos EUA, em Espanha, na representação permanente junto da União Europeia, em Bruxelas, tendo também sido em 2013 diretor-geral da Administração do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Assesores_juridico

Advogado e professor de Direito da Universidade de Lisboa, o novo assessor jurídico da Presidência é sócio de uma das maiores sociedades de advogados do país, a Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados, onde exerce o ramo no qual é especializado: Direito Administrativo e contratação pública.

Tem 50 anos e foi assessor do Presidente do Tribunal Constitucional e membro do conselho superior dos tribunais administrativos e fiscais.

Assesores_inovacao

Jornalista de economia desde o início da década de 90, era até agora jornalista da SIC e SIC Notícias, onde chegou a ser editor de programas e editor executivo. Licenciado em Comunicação Social pela Universidade Nova de Lisboa, é professor universitário e coordenador do mestrado em Empreendedorismo e Gestão na Universidade Europeia. Na estação de televisão de Carnaxide foi autor e apresentador de um programa semanal dedicado ao empreendedorismo e casos de sucesso em Portugal, Sucesso.pt.

Tem 47 anos e será o consultor dedicado às empresas e inovação.

Assesores_financeiros

O nome foi avançado no último sábado por Luís Marques Mendes, e depois confirmado. O ex-número dois de Maria Luís Albuquerque, responsável pela pasta do Orçamento e especialista na área da Administração Pública, será o conselheiro de Marcelo para os assuntos orçamentais e financeiros.

Esteve no GPEARI (Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais do Ministério das Finanças) e foi assessor técnico de diversos secretários de Estado dos Assuntos Fiscais do PS e do PSD. Atualmente é docente na Universidade Lusíada de Lisboa e técnico do Centro de Estudos Fiscais.

Assesores_educacao

Ex-ministra da Educação de José Sócrates, a autora e escritora e professora Isabel Alçada foi o nome escolhido por Marcelo Rebelo de Sousa para o assessorar nos assuntos relacionados com Educação. Foi administradora da Fundação de Serralves, de 2000 a 2004, e comissária do Plano Nacional de Leitura de 2006 a 2009. É também conhecida por ser coautora da coleção de livros “Uma Aventura”.

Assesores_cultural

Aos 43 anos, foi diretor da Cinemateca, aluno de Marcelo na faculdade e colaborador no Semanário, cronista, escritor e crítico literário. Mas de onde o conhecemos é da televisão, sendo uma das personalidades que integra o programa de comentário político e humor da TSF (e TVI24) “Governo Sombra”, juntamente com Ricardo Araújo Pereira e João Miguel Tavares.

De acordo com o Diário de Notícias, Pedro Mexia não vai deixar o seu papel de “ministro” fictício no programa televisivo apesar do papel de consultor da Presidência que vai assumir a partir de agora.

Assesores_Imprensa

Foi um dos últimos nomes conhecidos, completando a equipa e Marcelo em Belém. Tendo sido Marcelo Rebelo de Sousa comentador político da TVI durante longos anos, foi precisamente à estação de Queluz que foi buscar o seu homem forte da comunicação. Paulo Magalhães será assim o chefe do gabinete de comunicação da Presidência da República e o intermediário da Presidência com a comunicação social.

Paulo Magalhães licenciou-se em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, ajudou a fundar a TSF e mudou-se para a Rádio Renascença, onde liderou a secção de política. Atualmente estava à frente do programa “Política Mesmo”, da TVI 24, que contava com o comentário semanal de Manuela Ferreira Leite.

Assesores_comunicacao

Licenciada em Comunicação Social pela Universidade do Minho, Mariana Corrêa foi jornalista da SIC durante quatro anos tendo depois partido para Bruxelas para assessorar, durante um ano, o eurodeputado do CDS Nuno Melo. Nos últimos anos de Durão Barroso à frente da Comissão Europeia, fez parte do serviço de porta-vozes da Comissão. Inscreveu-se como voluntária para ajudar na campanha de Marcelo e acabou a integrar a equipa restrita de assessores.

Duarte Vaz Pinto, 26 anos. Licenciado em Ciência Política e Relações Internacionais pela Universidade Católica, teve Marcelo como seu mentor na faculdade, já o conhecendo há vários anos. Era, a par de Mariana, um dos poucos membros da equipa restrita que tratou da logística da campanha eleitoral de janeiro.

Mais mulheres na equipa

No último dia 8 de março, dia da mulher, Marcelo aproveitou a ocasião para anunciar mais dois nomes que vai ter ao seu lado em Belém. Garantindo ter “total paridade de género” na sua equipa de assessoria diplomática, Marcelo adiantou que a nova secretária do Conselho de Estado é Rita Magalhães Colaço, tal como também será mulher a nova responsável da Presidência em matéria de Segurança Nacional: Mafalda Gama Lopes.

Conselheiros de Estado

O Conselho de Estado é o órgão político de consulta do Presidente da República, composto por várias personalidades inerentes, como o Presidente da Assembleia da República, o primeiro-ministro, o presidente do Tribunal Constitucional, o Provedor de Justiça, os presidentes dos governos regionais e os antigos Presidentes da República, mas também por cinco nomes escolhidos a dedo pelo próprio PR, e outros cinco eleitos pela Assembleia da República.

Os cinco eleitos pelos deputados para esta legislatura foram Carlos César (PS), Francisco Louçã (BE), Domingos Abrantes (PCP), Pinto Balsemão (PSD) e Adriano Moreira (CDS-PP), acabando por ficar, ao contrário do que é costume, um nome de cada bancada parlamentar. Os cinco escolhidos por Marcelo (que deverão tomar posse nos próximos dias) foram: Eduardo Lourenço, António Guterres, António Lobo Xavier, Leonor Beleza e Luís Marques Mendes.

Pode ver aqui a nossa infografia com o quem é quem no novo Conselho de Estado de Marcelo, que deverá reunir-se pela primeira vez até ao final de abril.

*Artigo atualizado com a confirmação sobre o novo assessor de imprensa