Os Estados Unidos estarão a pressionar a União Europeia a baixar o nível de regulação e os padrões mais exigentes em setores como o ambiente e a agricultura, no âmbito das negociações entre os dois blocos tendo em vista a realização do tratado transatlântico de comércio, o TTIP.

As negociações, que têm decorrido nos últimos anos entre as duas partes, têm sido na sua maioria secretas, mas já se esperava que o aproximar de posições entre os dois blocos passasse pela exigência do lado dos Estados Unidos de uma redução dos elevados padrões exigidos na União Europa, algo que a Comissão Europeia tem manifestado publicamente que não estar disposta a fazer.

O documento publicado pela organização ambiental Greenpeace, segundo o jornal espanhol El País, os exemplos mais evidentes estarão na pressão nas negociações sobre os padrões relativos aos cosméticos e o uso de pesticidas na indústria agrícola. A posição negocial diz respeito à posição negocial na última ronda, que decorreu em abril em Nova Iorque

O texto reconhece ainda a dificuldade em conseguir um acordo entre as duas partes, mesmo depois do incentivo público de Barack Obama e Angela Merkel para acelerar as negociações, como é o caso da indústria dos cosméticos, onde os Estados Unidos ainda usam animais para realizar testes em laboratório, algo que a Comissão Europeia reconhece que cria um grande fosso nas negociações entre os dois blocos.