[jwplatform tG9HQzIU]

Não é novidade para ninguém a importância de praticar uma alimentação saudável. Mas a verdade é que, para muitas pessoas, fazê-lo é quase uma utopia. Algumas porque não sabem cozinhar de forma diferente daquela que fizeram a vida toda. Outras porque não fazem ideia de como escolher os produtos adequados. Algumas justificam ainda com a falta de tempo e outras apontam a razão económica.

Com a intenção de apoiar estes consumidores, o Jumbo criou o Programa Alimentação Saudável, composto por diversas iniciativas levadas a cabo em todas as lojas e ainda por um site inteiramente dedicado à temática.

Vera Fernandes, nutricionista do Jumbo e responsável pela implementação do projeto, explica que esta “é uma iniciativa pedagógica que visa promover estilos de vida mais saudáveis, sobretudo a nível alimentar, incrementando a capacidade de escolha informada dos clientes”. Ao mesmo tempo, contribui para desmistificar algumas ideias feitas sobre o assunto: “Pretendemos demonstrar que uma alimentação saudável pode ser económica, ou seja, não tem de ser necessariamente mais cara.” O programa existe desde 2009 para o público em geral mas, no ano anterior, começou a ser implementado junto dos colaboradores do hipermercado. “Queríamos ter os nossos próprios embaixadores internos”, explica Vera Fernandes e, para tal, foi realizada uma formação em formato e-learning com a intenção de promover estilos de vida mais saudáveis junto dos colaboradores.

Fim de Semana Saudável

Para chegar aos consumidores, o Programa Alimentação Saudável integra a produção de guias e panfletos, distribuídos nas lojas, mas também realiza diversas iniciativas para a promoção de estilos de vida saudável, nomeadamente, degustação de produtos, demonstrações culinárias, sessões educativas e até avaliações de saúde, como medições de colesterol, glicemia ou tensão arterial, sem esquecer o aconselhamento nutricional.

Estes eventos acontecem geralmente no Fim de Semana Saudável Jumbo, realizado no terceiro fim de semana de cada mês (de quinta-feira a domingo), em todas as lojas Jumbo e parte dos Jumbo Pão de Açúcar do país. (Aceda aqui à entrevista do Presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia)

O mês de maio é o mês do coração, sendo que o Jumbo associa-se à Fundação Portuguesa de Cardiologia, contribuindo para sensibilizar a população para a importância de adotar um estilo de vida mais saudável e menos sedentário. (Aceda aqui à entrevista do Presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia)

Dicas e receitas online

O Programa Alimentação Saudável está também disponível através do site, lançado em novembro de 2015, reunindo receitas, dicas e abordando temas relacionados com o exercício físico, hidratação, saúde e bem-estar.

Com uma atualização de conteúdos semanal, a página disponibiliza receitas práticas e saudáveis, confecionadas por chefs e bloggers em colaboração e supervisão pela equipa interna de nutricionistas. Vera Fernandes destaca, por exemplo, o fato de o sal aparecer quantificado em todas as receitas, abolindo o habitual q.b. (quanto baste), já que este hábito, muito enraizado nos portugueses, tende a levar a um abuso na quantidade de sal adicionada a cada prato. Além das receitas, os restantes conteúdos são da responsabilidade de diversos nutricionistas e personal trainers, entre outros parceiros.

Há ainda artigos baseados em testemunhos reais, alguns de pessoas conhecidas do grande público, com vista à partilha de estilos de vida saudáveis. De acordo com Vera Fernandes, o tema não podia ser mais atual: “Nunca se falou tanto de alimentação saudável como hoje, nunca houve tantos blogs e notícias sobre esta temática como agora.”

A perceção de que isto viria a acontecer, aliada à “responsabilidade social da Companhia que detém um certificado nesta área”, fez com que o Jumbo decidisse criar esta plataforma. Até porque “temos consciência que o hipermercado é o local onde se fazem as escolhas, pelo que encaramos ter responsabilidade na promoção de escolhas mais saudáveis”, assume. Pastelaria sem açúcar e pão com pouco sal Mas há outras formas através das quais o Jumbo procura atingir os objetivos do Programa Alimentação Saudável. Vera Fernandes aponta a intervenção ao nível da composição nutricional de alguns produtos de fabrico próprio e dá como exemplo a gama de pastelaria sem adição de açúcar. Refere ainda a redução da quantidade de sal no pão no âmbito do projeto pão.come.

Cocktail de frutas en la playa. Isla de Morro de Sao Paulo Bahía Brasil 2007

JAVIER TENIENTE

Segundo a nutricionista, esta é uma iniciativa da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) para baixar o teor de sal no pão abaixo daquilo que é imposto pela lei. “Temos uma legislação que nos limita o máximo de adição a 1,4 g de sal por 100 g de pão, mas o projeto pão.come visa obter uma diminuição gradual até aos 0,8 g de sal por 100g de pão”, esclarece, referindo que algumas das lojas Jumbo naquela região apresentam resultados inclusive abaixo dos 0,8g nos pães de maior consumo.

Esta é uma iniciativa limitada à região Centro do país e o Jumbo é um dos parceiros, bem como a Associação do Comércio e Indústria da Panificação. Vera Fernandes reconhece as vantagens de se vir a expandir o projeto: “Temos tentado chegar a outros parceiros, a questão é que não podemos fazê-lo sozinhos.

O grande sucesso do pão.come é precisamente o facto de ter uma grande cobertura na região Centro, abrangendo mais de 90% de comerciantes, de acordo com os dados da ARSC.” Nas suas palavras, “assim faz sentido, pois só desta forma o consumidor não nota a diminuição de sal no pão, porque é feita gradualmente e porque toda a gente está a fazê-lo”.

Prevenção de saúde pública Embora o objetivo do Jumbo seja, sobretudo, “dirigir-se à população em geral, isto é, ao consumidor comum que não tem propriamente doenças estabelecidas”, a verdade é que os benefícios do programa acabam por estender-se também a quem tem obesidade, ou até, por exemplo, diabetes – doença que atinge mais de um milhão de portugueses, de acordo com dados do Observatório Nacional da Diabetes. Por saber disto, a nutricionista refere que o Jumbo tem marcado presença nos fóruns nacionais sobre esta patologia, apresentando o projeto e dando a conhecer as alternativas saudáveis sem adição de açúcar de confeção própria.