Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Será no Salão de Paris, a realizar em Outubro, que a mais recente geração do Panamera fará a sua primeira aparição pública. Em jeito de aperitivo, a Porsche acaba de revelar quer a primeira imagem do modelo (em que é possível conhecer o formato dos farolins traseiros), quer o seu primeiro filme promocional, em que é dado ênfase ao carácter inovador e ousado da marca de Weissach.

Neste filme, como na sua comunicação escrita, a Porsche faz questão de sublinhar que este é um automóvel completamente novo, até por ter como base a nova plataforma MSB do Grupo VW, destinada a modelos com motor dianteiro e tracção traseira ou integral – como é o caso. Como é óbvio, a esta distância, não foram ainda divulgados muitos dados acerca do novo Panamera. Mas a marca sempre vai adiantando que a sua silhueta e as suas linhas serão mais dinâmicas, desportivas e identificáveis com os cânones da marca.

Desde sempre um dos elementos mais controversos do Panamera para os indefectíveis da Porsche, a secção traseira passa a usufruir de uma solução seguramente mais elegante e consensual, em que os farolins por LED estão unidos por uma barra horizontal, de certo modo evocando os recém-estreados 718 Boxster/Cayman.

Por forma a combinar, como promete, as prestações de um verdadeiro desportivo com o conforto de uma berlina de luxo, o novo Panamera volta a ser obrigado a fazer uso de uma mecânica de excelência. A Porsche refere, para já, a disponibilização de motores mais potentes e eficientes, a introdução de um eixo traseiro direccional, o recurso a um sistema de escape desportivo e a adopção do Launch Control. Sendo certo que será proposto com motores a gasolina, diesel e híbrido plug-in, como deverá ser confirmado muito em breve.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR