Os Deolinda são uma das bandas portuguesas mais populares da atualidade. Em fevereiro saiu Outras Histórias e hoje o Observador apresenta em primeira mão o vídeo do novo single: “A Velha e o DJ”.

Os Deolinda dizem que fazem o que as canções pedem. Há um mês contaram-nos que foi inevitável pedir a DJ Riot (dos Buraka Som Sistema) para dar corpo ao single “A Velha e o DJ”. Numa sequência lógica, esse arrojo de misturar novos ritmos às raízes da música tradicional foi um dos gatilhos para levou a banda a convidar João Pedro Moreira para realizar o respetivo vídeo. O outro, foi a vontade de sair da zona de conforto.

A ligação musical é fácil de entender, basta olhar para o portefólio de João Pedro Moreira, que já realizou videoclipes para os Buraka Som Sistema, Da Weasel, Branko, Orelha Negra e 5-30, entre outros. Tem a batida inscrita na pele — é um dos Beautify Junkyards — e no olhar, e foi esse desafio que decidiu passar para os Deolinda. Em entrevista ao Observador, o realizador contou-nos que a ideia para este vídeo já existia, apenas faltava aparecer uma canção. E “A Velha e o DJ” encaixou que nem uma luva.

Um dos desafios mais interessantes, disse-nos ainda, foi tentar enquadrar a banda num universo a que não estavam habituados, nomeadamente no que diz respeito ao figurino, fazê-los vestir aquelas roupas sem que se sentissem “apalhaçados”. Não é de admirar que tenha sido Ana Bacalhau, com a atitude descontraída que lhe conhecemos, a ter um papel determinante ao convencer os rapazes (os irmãos Luís e Pedro Martins e José Pedro Leitão) a alinhar na brincadeira.

O outro desafio foi de ordem técnica. “A Velha e o DJ” demorou um mês a fazer, contando com a pré-produção, filmagem e pós-produção, uma parte que demorou mais que o habitual, por se tratar de um vídeo “muito experimental”, contou-nos João Pedro Moreira.

Sobre os Deolinda, o realizador desabafa que “eles estão a fazer uma coisa que já devia ter sido feita há muito tempo”, que foi pegar na raiz tradicional portuguesa e levá-la por um caminho diferente. Esse papel, o de aproximar os mais jovens da música popular, “já ninguém lhes tira”. Não podíamos estar mais de acordo.

Ficha técnica:

Realização: João Pedro Moreira
com : Deolinda, Kimberley Febich e R I O T
Produção: ZOF- Creative Film Production
Director de Fotografia: João Saldanha
Direcção de Arte : Sara Levezinho
360: Ricardo Clara Couto
Truss Circular: Side Effects
Guarda Roupa: Ana Rita Santos
Make up e Cabelos: Madalena

Agradecimentos:
Cristina Correia, Dáni Sangareau Nabais, Pedro Nabais, Paulo Rodrigues, Maria Manuel Pereira, Marta Levezinho, Leonor Biscaia.