Ao contrário do filme de Fellini, ninguém entrou na água e não houve cenas românticas, mas o momento foi cinematográfico. Cinquenta e seis anos depois de Anita Ekberg e Marcello Mastroianni protagonizarem uma das cenas mais famosas da história do cinema, a Fontana di Trevi voltou a estar debaixo dos holofotes, e desta vez por causa de um desfile de moda.

A soprar os 90 anos de vida, a Fendi resolveu comemorar a sua dolce vita de criações com uma coleção inspirada em lendas e contos de fadas apresentada esta quinta-feira à noite no conhecido monumento de Roma. Kendall Jenner abriu o desfile e foi a primeira a cruzar a estrutura transparente montada sobre a água, num casaco azul cheio de detalhes e botins vermelhos bordados. Pouco depois seguiu-se Bella Hadid num vestido comprido igualmente trabalhado. Em fundo, as cascatas nunca pararam de correr.

A escolha do cenário não foi só para a fotografia. Criada em 1926, a Fendi nasceu precisamente em Roma, numa loja/atelier da via del Plebiscito, e em 2013 fez questão de reforçar as suas raízes na cidade italiana ao criar o Fendi for Fountains, um programa de mecenato para apoiar o restauro da Fontana di Trevi — como lembra a Vogue, foram 18 meses de obras e 2,4 milhões de dólares (cerca de 2,2 milhões de euros) para a fonte voltar a brilhar.

Há 50 anos dirigida criativamente por Karl Lagerfeld, a casa italiana volta assim a provar que, nove décadas depois, continua a fazer cair queixos. Como escreve a diretora da Vogue Runway, Nicole Phelps, o desfile na Fontana di Trevi ficará para a história como um dos mais majestosos de sempre em termos de localização. “Poucos lhe chegam perto, mas entre eles é preciso destacar o desfile na Grande Muralha da China, de 2007.” Um desfile Fendi, pois claro.