Só há uma coisa comum a todos os métodos de treino: treinar todos os dias. Treino todos os dias com quaisquer condições atmosféricas. Num terramoto? Se isso acontecesse, só tínhamos de correr sempre para baixo, em direção ao centro da terra.”

Uma das frases que mais repetia, como segredo para o sucesso:

Levar um atleta a tornar-se campeão europeu, mundial ou olímpico é inexplicável. É como a música. Começa-se com uns acordes ao piano e acabamos a ver uma orquestra a tocar o que fizemos. É como o nascimento de um filho.”

Record, 1998

Tinha gosto em que Portugal tivesse atletas de categoria internacional e toda a gente dizia que era maluco. E eu respondia: ‘Julgam que somos diferentes, mas não somos. Deem-nos possibilidades de demonstrar.’ Uma vez perguntaram-me o meu objetivo número um e eu disse: ‘Que um dia um atleta treinado por mim vá aos Jogos Olímpicos ganhar a medalha de ouro e que eu ouça o hino português ouvido em toda a parte do Mundo.’ Responderam que era maluco, mas disse que ia tentar. Demorou 39 anos.”

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Correio da Manhã, 2013

Um dia estava na Alemanha à espera de um avião que se atrasou e só partia passadas duas horas. Pensei no que ia fazer ali, sem saber uma palavra de alemão. Vi uma livraria e entrei para ver títulos de livros em inglês e francês. Bati com os olhos num que dizia Je Lis En Tes Yeux (Leio nos Teus Olhos). Ora, frase mais fadista não podia haver. Sentei-me num banco e fui escrevendo – leio em teus olhos que o nosso amor está cansado, leio em teus olhos recordações do passado, etc., etc. No avião fui trauteando a música. Quando cheguei a casa, já passava das três horas da manhã, pus o piano no abafador, fechei a porta e toquei, à primeira, a música que tinha imaginado.”

Expresso, 2000

O futebol sempre foi uma das modalidades mais importantes, mas não pode ser só o futebol. Um milhão para o futebol não é nada e para o atletismo não há 100 mil euros, mesmo que sejamos campeões da Europa.”

Destak, 2011