O Partido Popular (PP) espanhol e o Ciudadanos assinaram esta manhã a um acordo que apoia a nomeação de Mariano Rajoy para formar Governo.

Após uma semana de negociações, o PP e o Ciudadanos alcançaram um acordo para que os 32 deputados do partido de Albert Rivera votem favoravelmente a investidura de Mariano Rajoy, noticia El Pais. Os dirigentes das duas formações políticas aceleraram o fecho do acordo no sábado durante uma discreta reunião entre ambos.

Ambos os partidos esperam que este acordo sirva de pressão para que o PSOE viabilize o Governo de Rajoy, visto que, neste pacto, estão incluídas medidas que PSOE e Ciudadanos tinham acordado em fevereiro – quando era o partido de Pedro Sánchez a procurar a investidura.

Entre as 150 medidas que foram discutidas, uma das vitórias do Ciudadanos é a luta contra a corrupção. O partido de Albert Rivera conseguiu que os detentores de cargos políticos do Parlamento e do Governo que sejam acusados de corrupção abandonem o cargo. O PP também aceitou um complemento salarial para os rendimentos mais baixos e uma equiparação gradual das licenças de maternidade e paternidade.

Albert Rivera lembra que “o acordo está muito aberto às demais formações”. Mariano Rajoy planeia agora, à luz do acordo assinado, voltar a falar com Pedro Sánchez à procura de apoio para a formação de Governo. Caso o PSOE não ceda no apoio a Rajoy, poderemos assistir a novas eleições em Espanha ainda este ano.

Sobre o PSOE, Albert Rivera acrescenta, citado pelo El País: “Vimos que o PSOE se desentendia com o líder da oposição e nós, Ciudadanos, estamos a tentar desbloquear a situação vivida no país”. Uma situação que, como lembra, consiste em 307 dias sem governo.