Os confrontos entre os adeptos do Sporting e os dos polacos do Légia de Varsóvia, em 2012, num jogo para a Liga Europa, ainda estão frescos na memória da PSP. E, para evitar distúrbios como os dessa partida, que acabou com 34 adeptos de ambas as equipas detidos, a polícia pediu à Câmara Municipal de Lisboa para não autorizar a instalação de roulotes nas imediações do estádio da equipa leonina.

À TSF, o porta-voz do Comando Metropolitano de Lisboa (COMETLIS) da PSP disse que o pediu, “de forma preventiva” que a autarquia “não autorizasse o licenciamento de roulotes na zona envolvente ao estádio” de Alvalade. “Isto, de forma a evitar de forma a evitar grandes aglomerados de adeptos” das duas equipas “que possa por em risco e perigar todo o policiamento ao jogo nomeadamente quando chegarem os adeptos do Legia”, explicou o comissário Sérgio Soares.

A PSP pretende evitar a concentração de adeptos dos dois clubes à volta do estádio, mas o pedido ainda está dependente de aprovação da autarquia.

A proximidade entre adeptos já deu o tal mau resultado no passado. No final do encontro que ditava a passagem aos oitavos de final da Liga Europa (e que o Sporting venceu 1-0), em fevereiro de 2012, 34 pessoas acabaram detidas pela PSP.

Depois de cercarem um grupo de adeptos do clube polaco que seguiam de táxi junto ao Campo Grande, um grupo de membros da Juventude Leonina fugiu para a sede, nas instalações do estádio. Os adeptos portugueses entraram em confronto com a PSP e alguns deles acabaram por ter de receber assistência médica no local.