805kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Os triângulos do Toblerone mudaram. Culpa do Brexit?

Este artigo tem mais de 5 anos

A famosa marca de chocolate teve de mudar o seu formato original, no Reino Unido, devido ao aumento nos custos de produção. As redes sociais reagiram ao associar a mudança ao Brexit.

No Reino Unido, o tradicional formato triangular do Toblerone foi alterado em dois produtos
i

No Reino Unido, o tradicional formato triangular do Toblerone foi alterado em dois produtos

No Reino Unido, o tradicional formato triangular do Toblerone foi alterado em dois produtos

A fabricante de chocolates Mondelez International decidiu alterar, no Reino Unido, o formato do chocolate Toblerone: os tradicionais triângulos que o caracterizam agora apresentam um maior espaço entre si. A mudança representa uma alteração no peso do pacote de 400 gramas, que passou a ter 360 gramas, e no pacote de 170 gramas, que agora pesa 150.

.Segundo a empresa, a decisão foi tomada devido ao aumento do preço de “inúmeros ingredientes”.

Num comunicado de imprensa divulgado na sua conta no Facebook, a Mondelez International justificou-se ao dizer que optou por mudar o formato do chocolate para impedir o aumento do preço e destacou que as alterações aconteceram em apenas “duas barras no Reino Unido, de uma ampla variedade de produtos disponíveis”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A mudança, no entanto, não agradou os consumidores, que tornaram o assunto um dos mais comentados no Twitter, esta terça-feira.

https://twitter.com/biscuitahoy/status/795964334396555264

A maioria dos comentários associaram a mudança à saída do Reino Unido da União Europeia, cujos impactos já estariam a ser sentidos na importação de produtos ao país, segundo os utilizadores.

O grande número de comentários levou um porta-voz da empresa a ter de negar a relação entre a mudança no formato do Toblerone com o Brexit, citado pelo Telegraph. “A mudança não foi feita como resultado do Brexit”, assegurou. O porta-voz explicou ainda que, atualmente, a taxa de câmbio “não estava favorável” à empresa.

Já ao jornal Daily Mail, um representante da empresa relatou que a mudança teve a ver com a subida do preço do cacau.

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Há 4 anos recusámos 90.568€ em apoio do Estado.
Em 2024, ano em que celebramos 10 anos de Observador, continuamos a preferir o seu apoio.
Em novas assinaturas e donativos desde 16 de maio
Apoiar

19 MAIO 2024 - SEDE OBSERVADOR

Atos de vandalismo não nos calarão.

Apoie o jornalismo que há 10 anos se pauta pela liberdade de expressão e o nunca vergar por qualquer tipo de intimidação.

Assine 1 ano / 29,90€ Apoiar

MELHOR PREÇO DO ANO

Ao doar poderá ter acesso a uma lista exclusiva de benefícios

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Há 4 anos recusámos 90.568€ em apoio do Estado.
Em 2024, ano em que celebramos 10 anos de Observador, continuamos a preferir o seu apoio.
Em novas assinaturas e donativos desde 16 de maio
Apoiar

19 MAIO 2024 - SEDE OBSERVADOR

Atos de vandalismo não nos calarão.

Apoie o jornalismo que há 10 anos se pauta pela liberdade de expressão e o nunca vergar por qualquer tipo de intimidação.

Assine 1 ano / 29,90€

MELHOR PREÇO DO ANO