O futuro chefe de gabinete da Casa Branca, Reince Priebus, foi o protagonista de uma polémica nas redes sociais depois de ter feito a tradicional mensagem de Natal do Comité Nacional do Partido Republicano, de que é presidente. No texto, o futuro chefe de gabinete de Donald Trump recorda o nascimento de Jesus Cristo há mais de dois mil anos, concluindo com uma frase que muitos acreditam ser uma comparação entre Jesus e… Donald Trump.

Feliz Natal para todos! Há mais de dois milénios, uma nova esperança nasceu no mundo, um Salvador que oferecia a promessa de salvação a toda a humanidade. Tal como o três magos fizeram naquela noite, este Natal anuncia um tempo de celebrar a boa nova de um novo Rei“, escreveu Reince Priebus.

A mensagem criou grande agitação nas redes sociais, entre os opositores de Trump, que acusaram o Partido Republicano de comparar o milionário com Jesus Cristo. Até a conhecida hashtag #NotMyPresident, amplamente difundida depois da eleição de Trump, foi alterada para #NotMyKing.

Depois da polémica, o porta-voz do Comité Nacional do partido, Sean Spicer, viu-se obrigado a vir esclarecer a situação. “Cristo é o Rei. Ele nasceu hoje para que pudéssemos ser salvos. É triste e dececionante que estejam a politizar um dia tão sagrado”, escreveu Spicer no Twitter.