Em Espanha fazem-se os últimos preparativos para o Dia de Reis, que se festeja já esta sexta- feira. Em Espanha as tradições natalícias prolongam-se até ao dia de Reis, sendo que a maioria das famílias espanholas fazem a troca de presentes na noite de dia de reis e não na noite de 24 ou na manhã de 25 de dezembro como a maioria.

Mas porque é que Espanha só troca presentes no dia 6?

Mostrar Esconder

Espanha tem uma tradição diferente da maioria, durante as festividades natalícias. Para a maioria dos espanhóis faz mais sentido trocar presentes na noite de dia 6, dia de reis, do que na noite de 24 de dezembro ou na manhã de Natal (dia 25).

A causa recai nos reis magos. Jesus nasceu na noite de 24 para 25 de dezembro, mas só recebeu os presentes dos reis magos – ouro, mirra e incenso – no dia 6 de janeiro. Ora na cultura espanhola, faz mais sentido que o Pai Natal distribua os presentes a 6 do que 24 ou 25, ou melhor, neste caso quem os distribui são Gaspar, Baltazar e Belchior.

Assim sendo e segundo conta o jornal El Español, as autoridades implementaram algumas medidas de segurança para o dia 6, com vista a prevenir qualquer eventual ataque terrorista no país. A primeira passa por reforçar o policiamento e segurança nas ruas, ou em locais de grande movimentação, os condutores dos carros alegóricos das paradas do dia de reis, especialmente em Madrid, vão ser todos identificados para saber se não têm antecedentes criminais. As ruas vão ser desimpedidas de obstáculos, como por exemplo camiões que possam obstruir ruas, para que o corpo de segurança possa atuar da forma mais rápida caso aconteça algo .

A Câmara Municipal de Madrid decretou ainda que veículos com mais de 3 500 quilos não podem circular nos das 3, 4 e 5 devido às paradas, ficando assim estritamente proibidos de se aproximarem das multidões. A proibição entra em vigor meia hora antes do início das festas, sendo a normalidade da circulação retomada meia hora depois. Assim como os motoristas dos carros alegóricos, também os camionistas que circularem nas proximidades vão ser identificados.

Os carros alegóricos vão ter escolta policial e só pessoas autorizadas podem aproximar-se dos carros. O El Español dá conta ainda que só em Madrid, vão haver existir cerca de 100 paradas sendo principal foco de atenção no Paseo de la Castellana. Vão também estar, misturados com a multidão, agentes à paisana. A tecnologia assume-se como a sétima medida de segurança. Através de um sistema tecnológico de monitorização cerca de 30 agentes da SAMUR vão ter acesso a informações detalhadas se algo anormal estiver a ocorrer.