Já não é novidade para ninguém que a McLaren vai apresentar a 7 de Março próximo, no Salão de Genebra, um novo modelo, primeiro membro da sua nova família Super Series II, e muito provavelmente chamado 720S. Cumprindo com o que tem sido a tónica da sua comunicação, depois de revelar algumas informações acerca do chassi, da aerodinâmica, do motor e das prestações, a marca de Woking dá agora a conhecer alguns elementos relativos à capacidade de travagem do modelo, ao mesmo tempo em que liberta um vídeo, com uma unidade de desenvolvimento ainda camuflada, que ilustra o respectivo potencial dinâmico.

Dotado, de série, de discos carbocerâmicos, e de pinças mais leves do que as do seu antecessor, o novo McLaren anuncia que a imobilização, a partir dos 200 km/h, ocorre em apenas 4,6 segundos, ou 117 metros – 6 metros menos do que no 650S, e praticamente equivalente ao conseguido pelo exótico McLaren P1, num automóvel que cumpre os 0-200 km/h em 7,8 segundos. Para este resultado também será determinante o contributo prestado pelos pneus PZero Corsa desenvolvidos especificamente pela Pirelli para este efeito, capazes de incrementar em 6% a aderência mecânica por comparação com o 650S.