O ministro da Saúde da Malásia disse, este domingo, que o meio-irmão do líder da Coreia do Norte morreu entre 15 e 20 minutos depois de ser envenenado com uma alta dose do químico VX, um poderoso agente nervoso. Estes são os resultados da autópsia feita a Kim Jong-nam, meio-irmão do Presidente Kim Jong-un, divulgados, este domingo, pelo ministro da Saúde da Malásia, Subramaniam Sathasivam.

Os resultados da autópsia revelam que a vítima, de 45 anos, sucumbiu a uma “paralisia muito grave” e morreu “num tempo muito curto”, declarou.

O ministro da Saúde disse que a dose de VX dada a Kim foi tão alta que “teria afetado o seu coração e os seus pulmões”.

Subramaniam Sathasivam declarou ainda que apenas 10 miligramas de VX é letal, presumindo que a quantidade da dose dada à vítima “foi maior do que isso”.

Kim Jong-nam – meio-irmão do Presidente norte-coreano Kim Jong-un – morreu a caminho do hospital em Kuala Lumpur no dia 13 de fevereiro, depois de ser abordado no aeroporto malaio e atacado com o químico VX.

A Coreia do Sul acusou o Governo de Kim Jong-un pelo assassínio do meio-irmão do líder norte-coreano.