Do pai, o piloto que mais títulos conquistou na F1, pouco se sabe, além de que o seu estado de saúde continua há mais de três anos envolto no maior dos mistérios. Já do filho de Michael Schumacher, sabe-se tudo. A começar pelo facto de o jovem Mick, que cumpriu 18 anos no passado dia 22 de Março e que persegue uma carreira de piloto profissional desde os 9 – quem sai aos seus… – estar a preparar-se para ser, finalmente, um piloto com carta de condução. É o fim do “vexame” de ter de pedir uma boleia para chegar circuito onde vai correr de Fórmula 3.

É este aproximar da data do exame, que lhe vai dar direito a passar a exibir a tão desejada carta de condução, que agora é notícia, pois a Mercedes decidiu produzir uma série de filmes cómicos sobre esta fase da vida de Mick, que no início da sua carreira, em 2008, se inscrevia como Mick Betsch, o nome da mãe, para evitar a pressão que o nome Schumacher implica em tudo o que tenha volante e pedais.

[jwplatform zYgVVyPZ]

A série de cinco filmes curtos, de que já foram divulgados os dois primeiros, foi baptizada “Fahrschule Furious”, sendo que a primeira destas duas palavras se pode traduzir como “escola de condução”. A história consiste em acompanhar a vida de Mick que, entre sessões de treinos e provas em pista, é visitado pelo seu instrutor – papel desempenhado pelo cómico alemão Markus Stoll, cujo nome artístico é Harry G e que provavelmente é muito conhecido… na Alemanha –, e partem para a primeira aula num Mercedes AMG A45, com tracção integral e 381 cv. Nada mau para quem ainda está a tirar a carta.

Provando que até os melhores têm de passar por esta experiência, o Schumacher mais novo lá tem de aprender a ver o óleo, a usar o pisca e a dosear o acelerador, o que para ele não deve ter representado grandes dificuldades, pois essencialmente é o que faz todos os fins-de-semana.

Mas a trama adensa-se, pois no segundo vídeo já aparece o antigo piloto Bernd Mayländer – que habitualmente conduz o safety car nas corridas de Fórmula 1 –, ao volante de um camião do lixo. Aparentemente, vão ainda surgir como protagonistas atletas como futebolista Mesut Özil, em vídeos em que a banda sonora está a cargo dos Linkin Park.

[jwplatform yJ2NXRqa]

Resta esperar que este interesse da Mercedes na carreira do jovem piloto lhe traga sorte, pois até aqui, o jovem Mick ainda não se tem revelado tão rápido quanto o seu progenitor nas fórmulas de promoção. A boa notícia é que também ainda não foi apanhado a recorrer a truques menos limpos para vencer, como aconteceu com Michael em 1994, na Austrália, quando depois de bater num muro e com a desistência à vista, se atirou para cima de Damon Hill para impedir que este se sagrasse campeão, em 1997, em Jerez, quando repetiu a manobra frente a Jacques Villeneuve, mas com menos sucesso, ou em 2006 no GP do Mónaco, quando simulou um despiste em La Rascasse para que os adversários não lhe roubasse a pole position. Ou não fosse ele o único piloto de F1 a ter sido desclassificado de toda a temporada de Grandes Prémios devido a conduta imprópria.