Uma das consequências do escândalo das emissões protagonizado pelo Grupo Volkswagen, sobretudo nos EUA, e do acordo a que a marca germânica chegou com as autoridades norte-americanas, foi a compra de boa parte dos modelos afectados aos seus proprietários (o chamado buy back). E se valores como a ética, a protecção ambiental e os direitos dos consumidores são, sem dúvida, inquestionáveis, nem por isso a solução encontrada deixa de causar as suas próprias perturbações.

Por exemplo, o que fazer dos automóveis abrangidos pelo referido buy back. Para já, as unidades incluídas no processo estão a ser “armazenadas” a céu aberto, em diversos espaços situados em diferentes pontos do território norte-americano. E se muitas foram, já, as fotografias divulgadas desses gigantescos “parques de estacionamento”, para se ter uma noção realmente clara das dimensões do problema, nada melhor do que as imagens aéreas captadas por drones, como aquelas que podem ser observadas neste vídeo:

No caso, trata-se do abandonado Pontiac Silverdome, o desactivado recinto desportivo que já foi a sede da equipa de futebol americano Detroit Lions. E que, por sinal, também já foi alvo de um processo por parte da autarquia da capital do automóvel norte-americana, por estar a ser utilizado para uma função para a qual não possui licenciamento…

Sublinhe-se, porém, que este é apenas um dos locais utilizados para este feito. Sendo certo existem pelo menos mais uma meia dúzia deles do mesmo género, e estimando-se que existam bastante mais ainda por descobrir. Uma visão desoladora, e uma preocupação, também ambiental acrescida, decorrente das dúvidas acerca do destino final a dar a tantas centenas de milhar de automóveis…