O ex-presidente do FC Barcelona, Sandro Rosell, foi detido esta terça-feira em Barcelona, juntamente com outras quatro pessoas, no âmbito de uma operação conjunta da Polícia Nacional e Guardia Civil contra o branqueamento de capitais, adiantaram à agência de notícias EFE fontes da investigação.

Segundo as mesmas fontes, estão a ser levadas a cabo buscas em Barcelona, em Lleida e Girona, assim como em Andorra, onde a polícia está a colaborar na designada operação “Rimet”.

A investigação foi iniciada pela cobrança de comissões ilícitas pelos direitos audiovisuais da seleção brasileira de futebol, que eram depois branqueadas através de empresas em paraísos fiscais.

As fontes da EFE situam Rossel e o ex-presidente da federação brasileira de futebol, Ricardo Teixeira, como líderes do esquema.

As detenções e as buscas estão a ser levadas a cabo por agentes da Unidade da Criminalidade Económica e Fiscal da Polícia Nacional, assim como por efetivos da Polícia Judicial da Catalunha da Guardia Civil.