Furacão

Fotogaleria. Irma deixa rasto de destruição na Florida

125

Irma já passou a categoria 1, mas continua a deixar estragos desde que deixou Cuba e atingiu o estado norte-americano da Florida. Miami viveu o caos, as cheias são a maior preocupação agora.

ERIK S. LESSER/EPA

O furacão Irma baixou hoje para categoria 1, numa escala máxima de cinco, ao aproximar-se da cidade de Tampa, no estado da Flórida, anunciou o Centro de Furacões dos Estados Unidos. Pelas 2:00 (7:00 em Lisboa), o ‘olho’ do Irma estava a cerca de 30 quilómetros de Lakeland e a aproximadamente 40 de Tampa, a maior cidade da baía com o mesmo nome, onde vivem quatro milhões de pessoas, na costa oeste do estado da Flórida.

O furacão Irma movimentava-se em direção a noroeste a 24 quilómetros por hora, com ventos máximos sustentados de 135 quilómetros por hora, uma velocidade inferior à registada no boletim anterior, emitido três horas antes, que era de 155 quilómetros por hora.

O Irma já causou três mortos no estado da Flórida, depois de ter deixado um rasto de destruição e de ter provocado cerca de 30 mortes na sua passagem pelas Caraíbas. Na ilha de Cuba também ficou bem visível o impacto causado pela sua passagem.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)