Terá acontecido no passado dia 6 de dezembro e, garantem outros reclusos, citados pelo The Guardian, a culpa foi toda de Oscar Pistorius.

O ex-atleta paraolímpico sul-africano, condenado a 13 anos e meio de prisão pelo homicídio da namorada Reeva Steenkamp, no Dia de São Valentim de 2013, ficou ferido depois de uma altercação com outro preso por alegadamente ter demorado demasiado tempo ao telefone público da prisão, para reclusos com deficiências físicas, a norte de Pretória.

“Oscar Pistorius sofreu uma contusão na sequência de um incidente com outro preso durante a disputa de um telefone público na unidade especial onde ambos os infratores estão detidos, no centro correcional de Attridgeville”, confirmou Singabakho Nxumalo, um porta-voz do Departamento dos Serviços Correcionais.

Pistorius, 31 anos, assassinou a namorada e modelo Reeva Steenkamp com 4 tiros, disparados através da porta da casa de banho fechada. Manteve sempre que tudo teria sido um “acidente devastador” e que julgava que estava a atirar sobre um ladrão que lhe tinha entrado em casa.