O ex-líder do PSD Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio para a liderança dos sociais-democratas está a causar preocupação ao PCP e ao Bloco de Esquerda e defende que Hugo Soares deve sair da liderança da bancada parlamentar do PSD para dar um sinal de mudança.

“Rui Rio já prometeu, e julgo que vai cumprir, fazer pactos de regime com o Governo. Isso cria embaraço no PCP, por isso que é que Jerónimo de sousa já veio dizer ‘atenção que está aí o Bloco Central à porta’”, afirmou Luís Marques Mendes, no seu espaço habitual de comentário na SIC.

O social-democrata diz que com a entrada de Rui Rio para a liderança do PSD, os dois partidos com acordos com o Governo já não têm Pedro Passos Coelho para atacarem, este que na sua opinião tem sido “uma espécie de cimento da geringonça”, que tem servido para unir estes partidos quando o criticavam, mas agora esta “espécie de papão” desaparece.

Além disso, a promessa de Rui Rio de fazer pactos de regime com o Governo estará também a criar embaraço no PCP, disse Marques Mendes, algo que diz que já se terá visto depois de Jerónimo de Sousa ter alertado esta tarde para um cenário de novo bloco central.

Marques Mendes defende ainda que o líder parlamentar do PSD, Hugo Soares, que apoiou Pedro Santana Lopes na corrida à liderança do PSD, deve sair da liderança da bancada parlamentar.

Para o comentador, Hugo Soares é a cara da continuidade, e que por isso deve sair. “Eu acho que esta questão não é pessoal, é política. Acho que é do interesse de Rui Rio e Hugo Soares que seja escolhido um novo líder parlamentar. É do interesse de Rui Rio porque ele ganha por ser o candidato da mudança, para o ser não pode ter um líder parlamentar que é a imagem da continuidade. Hugo Soares também tem interesse, como é que Hugo Soares pode defender tudo e o seu contrário? Dá uma imagem de estar agarrado ao poder”, afirmou.