Tal como um recorde no circuito de Nürburgring é motivo de orgulho na Europa, nas Américas, conseguir a volta mais rápida ao traçado do Virginia Internacional Raceway (VIR) é a confirmação das aptidões verdadeiramente desportivas de um modelo. Ora, depois do GT ter alcançado a volta mais rápida ao VIR, a Ford desvalorizou a proeza e declarou mesmo que não pretendia andar atrás de recordes. Sucede que a Chevrolet decidiu fazer o seu novo Corvette ZR1 entrar em pista para, basicamente, arrasar o tempo do superdesportivo da oval azul.

Há menos de uma semana, o Ford GT registou como melhor volta 2:38.62 minutos, fixando aí um novo recorde no VIR. Recorde esse que foi superado por aquele que se apresenta como o mais potente Corvette de sempre: o Corvette ZR1 conseguiu ser ainda mais rápido, retirando um segundo (2:37.25) à melhor marca do GT.

[jwplatform qOraaGwN]

Para tornar as coisas ainda mais humilhantes para a Ford, o tempo feito pelo ZR1, e que ficou filmado em vídeo, foi obtido não na sequência de uma série de tentativas especificamente para o efeito, como aconteceu com o Ford GT, mas sim durante um teste de validação “rotineiro”, com o carro a ter o mesmo set-up de um veículo de cliente, garante a Chevrolet.

“A pista tem estado vazia desde meados de Dezembro, pelo que, ao início, estava um pouco lenta. No entanto, à medida que as condições foram melhorando, acabou por ficar bastante rápida, já no final”, explicou o responsável máximo da Chevrolet pela Performance de Veículos, Alex McDonald.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Depois do ZR6 ter conseguido como melhor tempo 2:39.77 minutos, a marca agora feita pelo ZR1 faz deste modelo a cereja no topo do bolo. Até porque não é vulgar fixar um recorde de volta mais rápida durante um teste de validação”, sublinhou.

O novo recorde da Chevrolet foi conseguido com o engenheiro para a dinâmica de veículos Jim Mero ao volante, ainda que vários outros engenheiros tenham realizado igualmente algumas voltas.

Jim Mero

Curioso é o facto de a Chevrolet não revelar a data em que o novo recorde da pista foi fixado. Terá sido algures “no início” de Janeiro, embora o vídeo tenha sido colocado ontem no YouTube, ou seja, precisamente no dia em que foi emitido o comunicado.

Ainda assim, e seja qual for o verdadeiro motivo desta decisão, ou até mesmo do anúncio da Ford garantindo que não pretende andar a correr atrás de recordes, a verdade é que o Corvette ZR1 bateu o rival GT por um segundo, roubando-lhe a coroa que deteve durante não mais que oito dias. Humilhação suficiente para a Ford voltar com a palavra atrás e fazer nova tentativa? Há que esperar para ver…