Numa altura em que se prepara para lançar um novo motor a gasolina, cujas virtudes já aqui lhe explicámos, a Mazda procurou saber o que pensam os consumidores europeus acerca desta alternativa. A conclusão é surpreendente: quase 60% dos inquiridos, em 11 mercados europeus, mostrou-se a favor da continuação dos motores a gasolina e a gasóleo.

O estudo, encomendado em conjunto com a Ipsos MORI e abrangendo mais de 11 mil consumidores, revelou assim conclusões distintas das posições defendidas por algumas organizações, que vaticinam o fim dos motores de combustão. Com 58% dos inquiridos a afirmarem, mesmo, que “os motores a gasolina e a gasóleo ainda vão evoluir e melhorar muito” – percentagem  essa que dispara para os 65% em mercados como a Polónia, e ultrapassa os 60% em países como a Alemanha, a Espanha e a Suécia.

Mesmo em relação aos motores a gasóleo, que os consumidores se habituaram a ver como mais poluentes, 31% dos participantes no estudo dizem acreditar que “os carros a gasóleo vão continuar a existir”. Percepção que é também a de 58% dos polacos ouvidos.

Por outro lado, cerca de 33% dos condutores afirmou que se os custos de utilização fossem iguais aos de um veículo eléctrico, continuariam a preferir “um carro a gasolina ou a gasóleo”. Ideia que, em Itália, é partilhada por 54% dos inquiridos.

Motor a gasolina que bate o diesel. E eléctricos

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Já no que diz respeito ao esforço e investimento feito pelos construtores no domínio dos automóveis que se conduzem sozinhos, apenas 33% dos condutores “acolhem favoravelmente o surgimento dos carros com condução autónoma”, percentagem que em França e na Holanda desce para 25%.

O estudo levado a cabo pela Mazda e pela Ipsos MORI é realizado numa altura em que a marca japonesa reforça a estratégia “Sustainable Zoom-Zoom 2023”, a qual visa, segundo o fabricante, combinar os melhor dos motores de combustão interna com tecnologias de electrificação eficiente. O produto mais recente deste esforço é a nova família de motores Skyactiv-X, o primeiro motor a gasolina disponível no mercado mundial a utilizar ignição por compressão.