O Príncipe William será o primeiro membro da família real britânica a realizar uma visita oficial a Israel e à Palestina. A viagem está agendada para o verão, como parte de uma visita ao Médio Oriente, e estende-se também à Jordânia. A confirmação foi dada na conta do Twitter do Palácio de Kensington.

Durante anos, escreve o jornal The Guardian, a família real britânica recusou convites para visitar estes territórios, pelo que esta decisão é vista com alguma surpresa. No tweet, pode ler-se que a visita será feita “a pedido do governo de Sua Majestade” e que foi bem recebido pelas autoridades de Israel, Jordânia e Palestina.

Pouco depois desta confirmação, o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, reagiu, dizendo que esta será a primeira visita do género. O presidente, Reuven Rivlin, mostrou-se feliz com a visita do Duque de Cambridge, neste que será o septuagésimo ano de independência do país.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Depois de anos a recusar visitas àqueles territórios, este será um momento histórico. O Príncipe Carlos esteve por duas vezes em Israel para dois funerais, um do primeiro-ministro Yitzhak Rabin e outro do presidente Shimon Peres, contudo, as visitas não foram consideradas oficiais, mas sim privadas.

Pouco depois de a embaixada britânica em Tel Aviv ter divulgado um comunicado com a informação em hebraico, que se referia à Palestina como “Autoridade Palestiniana”, enquanto na versão inglesa se lia “territórios ocupados da Palestina” — a designação oficial usada pelo Reino Unido desde a anexação de 1967 –, gerou-se alguma polémica nas redes sociais. O erro de tradução já foi, entretanto, corrigido.

https://twitter.com/xabueid/status/969192507551748096?ref_src=twsrc%5Etfw&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.publico.pt%2F2018%2F03%2F01%2Fmundo%2Fnoticia%2Fprincipe-william-anuncia-visita-historica-a-israel-e-territorios-da-palestina-1805019