O secretário-geral do PCP afirmou este sábado que “as mulheres importantes” estão na manifestação em Lisboa e não no 27.º Congresso do CDS-PP, em Lamego, ao saudar o desfile pelas ruas da Baixa da capital.

“Eu não entro nessa medição de forças. As mulheres importantes estão aqui hoje, não no congresso do CDS. As mulheres importantes estão aqui a lutar pelos salários, seus direitos e horários, coisas que não passam pelo congresso do CDS”, disse Jerónimo de Sousa, questionado pelos jornalistas sobre as declarações da presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, ao Expresso.

Numa entrevista publicada na edição de hoje do semanário Expresso, Assunção Cristas afirma que se vê como primeira-ministra e diz considerar-se melhor do que o novo líder do PSD, Rui Rio.

Jerónimo de Sousa reiterou ainda a defesa por “salários e horários mais dignos e justos”, mostrando-se contra a discriminação das mulheres, ao juntar-se à manifestação nacional organizada pelo Movimento Democrático de Mulheres, assinalando o Dia Internacional da Mulher (08 de março) pela igualdade e justiça social.