Destruição completa, sem dó nem piedade, com recurso a maquinaria da pesada. Esta é a esmagadora realidade que espera todos os veículos usados que tenham entrado ilegalmente nas Filipinas, arquipélago que limita grandemente a importação de automóveis em segunda mão, com o intuito de manter o comércio local de carros usados.

Numa clara acção de luta contra a corrupção entre os funcionários aduaneiros, o próprio Presidente filipino, Rodrigo Duterte, fez questão de mostrar que “regras são regras” e quando elas são desrespeitadas, há mão pesada. No caso, duas bulldozers trataram de “passar a ferro” 14 automóveis, perante o olhar dos espectadores e dos próprios meios de comunicação chamados ao local para cobrir o “espectáculo”.

Entre as “vítimas” é possível ver um Porsche 911 GT3 vermelho, um BMW Alpina B12 e um Mercedes-Benz Classe G.